compartilhandoasletras.com » amizade
24
nov
2012
Palavras que edificam a alma
Categorias: amizade, , Reflexão


“Os dias do homem estão determinados; tu decretaste o número de seus meses e estabeleceste limites que ele não pode ultrapassar.”

(Jó 14:5)


“Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno.”

(Mateus 10:28)


“Deus não vê como o homem vê, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.”

(I Sm 16:7)


“Eu( Jesus) vim para que
tenham vida,
e a tenham
plenamente.”

(João 10:10)


“Quem responde antes de ouvir, comete insensatez e passa vergonha.”

(Provérbios 18:13)







19
nov
2012
Toda sorte de bênçãos
Categorias: amizade, , Vida


Lembro-me que o Tuninho estava internado, não tínhamos condição nenhuma de comprarmos essa casa em que moramos hoje. Minha irmã precisava vender, para poder comprar uma casa lá em Orlando. Lembro-me que eu orava e colocava as mãos na parede e meu coração se enchia de esperança e paz, sabia que Deus era poderoso para prover e nos ajudar a juntarmos o dinheiro para adquirirmos a casa.
Cantava essa música do Ministério Apascentar , com a segurança que o Senhor iria nos dar a condição necessária para concretizarmos nosso sonho a casa própria, e uma casa que já morávamos e gostávamos pois fica pertinho de nossos pais e familiares. Logo que o Tuninho saiu do hospital, começamos a correr atrás,mas Deus supriu tudo de forma extraordinária. Compramos a casa e reformamos. Deus é Tremendo!!!


Toda Sorte de Bênçãos
Toque No Altar

Pôr onde eu for a tua bênção me seguirá
Onde eu colocar as minhas mãos prosperará
A minha entrada e a minha saída bendita será
Pois sobre mim há uma promessa
Prosperarei, transbordarei
Os meus celeiros fartamente se encherão

A minha casa terá sempre tua provisão
Onde eu puser a planta dos meus pés
Possuirei
Pois sobre mim há uma promessa
Prosperarei, transbordarei
Para direita, para esquerda
pra minha frente
E para trás
Por todo lado, sou abençoado
Em tudo o que eu faço
Sou abençoado
Toda sorte de bençãos
O Senhor preparou para mim
E em todas as coisas
Eu sou mais do que vencedor

Fonte da letra: letras.music.br







16
nov
2012
O prazer de escrever…



.

Ofício
.
Escrever
a água
da palavra mar
o vôo
da palavra ave
o rio
da palavra margem
o olho
da palavra imagem
o oco
da palavra nada
.
Maria Esther Maciel

Existe o prazer de escrever? Sim, eu tenho um grande prazer de escrever. Eu sinto que escrever, para mim, é um extravasamento de uma espécie de excesso de vida. Eu tenho dentro de mim “vidas” que consigo captar e transferir ao papel, no romance. Então, eu consigo ampliar a minha própria vida debatendo problemas num artigo de jornal, numa crônica, numa carta… Isso tudo cria, para mim, o prazer da escrita. O escrever é o encontro com aquilo que estava dentro de mim e eu não sabia e só vejo no papel.
Josué Montello
(Giovanni Ricciardi, Auto-retratos. Martins Fontes)

“Mas já que se há de escrever, que ao menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas.”
.
Clarice Lispector
in Para não esquecer. Círculo do livro, São Paulo, 1980, p.25
.

** Encontrei esses lindos poemas,visitando o excelente Blog: Na dança das Palavras







16
nov
2012
Falando de perdão


Realmente essa questão de perdão é muito complicado: Tem gente que não se perdoa e existem pessoas que não sabem perdoar.Achei muito interessante esse fragmento que encontrei no Poetriz da Flávia.

”…- Estou começando a pensar que existem dois tipos de pessoas – ela falou.
Esperei.
– Aquelas que se perdoam facilmente, mas não conseguem perdoar os outros.
– E? – perguntei.
– Aquelas que perdoam os outros facilmente, mas não conseguem se perdoar…”
Deb Caletti in “Um Lugar para Ficar”







15
nov
2012
Tem coisas que só acontecem comigo!!


Tem coisas que acontecem comigo e com o Botafogo. Fomos passar o domingo lá em Itaboraí,nessa época as meninas eram pequenas. A família que iria nos receber,sabia que ficaríamos até à noite, pois a programação se estenderia até o final do domingo. Chegamos à casa, quase na hora do almoço, e, eu angustiada,não via movimentação de nada cozinhando ou cheiro de comida. Minha preocupação era com as crianças, pois chega a hora da fome,elas não querem nem saber, querem comer. Fui para cozinha,ajudar e, tentar desembolar o almoço,pois já era quase meio dia, de repente a dona da casa fala:

– Não preparei nada,pois não sei cozinhar pra gente chique,não sei o que vocês comem.

Eu, arregacei as mangas e fui para a cozinha fazer tudo!!!!

Cozinhar feijão, fazer arroz,bife e salada de alface.


Falei para a dona da casa que éramos simples,que comíamos de tudo, mas que ela poderia deixar por minha conta que eu faria a comida. Se, ela já tivesse me falado, já chegaria ligando o fogão. A essa altura do campeonato as crianças já estavam pedindo comida. Ufa,que sufoco!!! Da próxima vez,já procuro logo uma pensão ou um restaurante.
Mas, pensando nesses casos da vida,nesses sufocos que todo mundo passa ,vamos poetar???

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...