30
jun
2009
Fragmentos de Rubem Alves


Riobaldo de novo: “Toda saudade é uma espécie de velhice.” Velhice não se mede pelos números do chronos; ela se mede por saudade.
Saudade é o corpo brigando com o chronos. De novo o mesmo poema de Ricardo Reis: ele fala do deus atroz que os próprios filhos devora sempre”. Chronos é o deus terrível que vai comendo a gente e as coisas que a gente ama. A saudade cresce no corpo no lugar onde chronos mordeu. É um testemunho da nossa condição de mutilados – um tipo de prótese que dói.
Kairós mede a vida pelas pulsações do amor. O amor não suporta perder o que se amou.

Rubem Alves in “O AMOR QUE ACENDE A LUA
– Um caso de amor com a vida”

Meu filho Sérgio, o que sofreu cólicas por seis meses, é médico e se especializou em anestesia. É possível que Freud explique. Nossos impulsos vocacionais têm raízes em lugares obscuros da alma. O que não acontece com as escolhas profissionais, que nascem de considerações racionais sobre o mercado de trabalho. É possível que sua vocação de anestesista tenha nascido de suas experiências esquecidas de sofrimento. Aí ele sentiu que seu destino era lutar contra a dor.

Rubem Alves in “O AMOR QUE ACENDE A LUA
– O Anestesista”

** Passeando pelo maravilhoso Blog Poetriz, me deparei com essas maravilhas de texto e compartilho aqui com vocês,visitem o Poetriz.







27
jun
2009
Grávida de Fantasia


Conheci  essa menina  ainda pequena e a reencontrei há uns 15 dias atrás. Grávida de cinco meses, assustada, querendo tirar a criança a todo o custo.  Conversamos por um bom tempo, a fiz tomar consciência da realidade de que, cinco meses e  um aborto com essa idade de gestação, seria um suicídio. Ela estava decidida em interromper a gestação por N motivos. Falta de condições financeiras, namorado inconsequente, falta de segurança em ter uma criança sem a mínima condição. Depois que conversamos ela se sentiu mais calma .Me propus acompanhar, ajudar, dar suporte.

Fiquei pensando na situação daquela moça: trabalha para comer praticamente, se relaciona com um homem que, não tem a mínima condição de assumir uma responsabilidade dessas.

Por que se  deixam  engravidar? Por que não se protegem, para poderem se arrumar financeiramente?? Esse é o problema de milhões de meninas e adolescentes de nosso país. Crianças que nascem e ficam jogadas, pois as mães precisam trabalhar para se sustentar. Essa semana a encontrei de novo, a barriga bem definida, mais tranquila, ela me comunicou que vai ter a criança. Que os familiares irão ajudar. Graças à Deus!   Fiquei muito preocupada,  senti bem de perto a luta e o problema dela.Tenho pena de nossos jovens. Poucos que,  tem uma orientação,estudam,fazem concursos, se preparam, tentam sempre o melhor para si, os pais estão sempre orientando e acompanhando. Essas meninas se iludem muito, qualquer palavra bonita elas se enchem de ilusão e não se protegem. Pensando nisso, escolhi essa linda poesia que, retrata um pouco essa ilusão de felicidade. Leiam e se encantem também:

.

Homens não sabem

que não é só de filho

que mulher engravida

Fazem a gente sonhar

(re)planejar uma vida

recalcular todos os planos

(não incluir os danos)

Dizem que amam

(nem sempre sentem)

Dias desses largam

a gente por coisa qualquer

Não sabe o homem

que deixou grávida

uma mulher

de fantasia

.

Cáh Morandi







25
jun
2009
Duas lindas músicas, dois belíssimos duetos


Há alguns meses atrás recebi a indicação da coletânea “Duetos Globalizados”, de cantores brasileiros com outros nomes internacionais, que ainda não conhecia. Ouvi as músicas e apreciei quase todas.

Gosto de música romântica, tenho uma queda pela música italiana e também a sertaneja. Sendo assim, separei dois clipes e respectivas letras: uma de Zezé Di Camargo e Luciano e Willie Nelson – Always on my mind ou “Eu só penso em você”; e a outra com Andrea Bocelli e Sandy, Vivo por ella. Assim como gostei espero que vocês  gostem também.

Always on my mind – Willie Nelson & Zezé Di Camargo e Luciano

Maybe I didn’t love you

Quite as often as I could have

Maybe I didn’t treat you

Quite as good as I should have

If I made you feel second best

Girl, I’m sorry I was blind

You are always on my mind

You are always on my mind

Sei que eu estive ausente

Quando precisou de mim

Eu fui tão inconseqüente

Insensível te perdi assim

Hoje estou consciente que errei

De todo mal que te causei

Vim aqui pra te dizer

Eu só penso em você

Tell me

Tell me that your sweet love hasn’t die

Dá pra mim

Uma chance de poder te compensar

E te amar

Vivo por Ella – Andrea Bocelli & Sandy

Vivo por ella sin saber

Si la encontré o me he encontrado.

Ya no recuerdo como fue,

Pero al final me ha conquistado.

Vivo por ella que me da

Toda mi fuerza de verdad.

Vivo por ella y no me pesa.

Vivo por ela eu também

E não há razão pra ter ciúmes.

Ela é tudo e mais além

Como o mais doce dos perfumes.

Ela vai onde quer que eu vá.

Não deixa a solidão chegar.

Mais que por mim

Por ela eu vivo também.

Es la musa que te invita

A sonhar com coisas lindas.

En mi piano a veces triste

La muerte no existe

Si ella está aquí.

Vivo por ela que me dá

Todo amor que é necessário.

Forte e grande como o mar.

Frágil e menor do que um aquário.

Vivo por ella que me da

Fuerza, valor y realidad

Para sentirme un poco vivo…

Como dói quando me falta

(vivo por ella en un hotel).

Como sai quando me assalta

(vivo por ella en propria piel).

Si ella canta, en mi garganta

Mis penas más negras espanta.

Vivo por ella y nadie más

Puede vivir dentro de mi.

Ella me da la vida, la vida…

Sí está junto a mí…

Si está junto a mí…

Desde un palco o contra un muro

(vivo por ela e ela me tem).

En el trance más oscuro

(vivo por ela e ela me tem).

Cada día una conquista.

La protagonista

Es ella también.

Vivo por ella porque va

Dándome siempre la salida,

Porque la música es así,

Fiel y sincera de por vida.

Vivo por ela que me dá

As noites livres para amar.

Se eu tivesse outra vida, seria

Dela também…

Ella se llama música.

E ela me tem.

Vivo por ella, créeme.

Por ela também.

(io vivo per lei)

Yo vivo…

E viverei…

** Esse maravilhoso post  foi-me concedido com muita alegria pelo Blog que é um show em cultura e informação:  Recebi, Li e Gostei







22
jun
2009
Henrique , um menino vencedor


Ontem, visitando o blog da Balinha, vi e li um post que muito me chamou a atenção: Henrique, um menino que luta. Fui direto ao blog do Henrique e cheguei à conclusão de que ele é um menino vencedor.

Henrique Cortinhas Rogge Dibbern nasceu no dia 30 de maio de 2007. Através de exame de exame de DNA foi dectado que é portador da Síndrome de Werdnig-Hoffmann, um tipo clínico mais comum e mais severo da doença Atrofia Muscular Espinhal (SMA). Apesar da doença, Henrique é uma criança feliz, carismática, inteligente; gosta de assistir desenhos na tv, adora passear, tomar banho, ficar com meus pais, e é muito abençoado por Deus.

henrique

Henrique necessita de aparelhos para continuar sobrevivendo. Existe uma possibilidade dele ir para casa, estar junto com seus pais e mais próximo da família. Isto lhe proporcionaria um ambiente melhor que o do hospital, ainda que lá seja tratado com todo amor e carinho pelos médicos, enfermeiros e demais funcionários. Mas para que isso aconteça a família precisa de ajuda financeira para aquisição dos aparelhos.

Se você se sensibilizou com a história do Henrique, desejar conhecer um pouco mais da vida deste menino vencedor acesse Viva Henrique.

Se sentir o desejo no seu coração de contribuir e ajudá-lo a voltar para casa, clique: Campanha Viva Henrique.

Para divulgação através dos blogs, o Ernani Netto teve uma idéia sensacional criando o Selo do Henrique, o qual posto abaixo.

campanha

Como o selo é específico para esta campanha, segue as mesmas diretrizes dos selos e memes, as quais estão listadas abaixo. Uma vez que a campanha é solidária e voluntária, substituirei, a meu critério, a palavra “regras” por “sugestões”.

SUGESTÕES:

1 – Fazer uma postagem sobre o Henrique;

2 – Colocar o selo no post;

3 – Linkar o blog do Henrique e lá deixar um comentário;

4 – Deixar o selo visível em seu blog por pelo menos uma semana;

5 – Convidar e repassar o selo para 10 blogueiros amigos e avisá-los;

6 – Se puder, e assim desejar, colabore com algum valor na Campanha.

Como última sugestão, o Selo do Henrique não está restrito apenas aos blogs indicados. Se quiser participar divulgando, indicando-o também aos amigos, fique à vontade para fazê-lo. O mais importante é participar de alguma maneira.

Indico o Selo do Henrique aos blogs:

A Moça do Sonho

Academia

O Ângulo em Mim

Clínica da Palavra

Na casa da vovó

Na dança das Palavras







19
jun
2009
Ouvindo e Aprendendo com Adélia Prado


A glória de Deus é maior

que este avião no céu.

.

Adélia Prado

(A faca no peito – p. 35)

.

Os cartões-postais são tranquilos, mas nas casas as pessoas sofrem.

Adélia Prado

(Os componentes da banda, p. 153)

.

Que bom é suar na tarde e gritar:
mãe, cê tá aí, mãe ?

.
(Adélia Prado – O coração disparado. Editora Guanabara, p.88)

Um trem-de-ferro é uma coisa mecânica
mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,
atravessou minha vida,
virou só sentimento.
.
Adélia Prado
(Bagagem – Editora Guanabara)
Esses fragmentos de textos, retirei do Blog Na dança das Palavras da minha amiga Leonor Cordeiro
Imagens do Google

.
E.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...