28
jun
2009
História e Games


História e Games

A geração da década de 1980, cresceu marcada pelo surgimento dos games eletrônicos. A partir daí, os games foram adquirindo uma sofisticação e grau de detalhamento tão grandes, que passaram a se tornar diversão não apenas de crianças e adolescentes, mas também dos adultos, que chegam a despender várias horas na frente da telinha. Este espaço é destinado a discutir e divulgar o uso de jogos eletrônicos nas aulas de História.

Age of Empires

Um game que se tornou famoso nos últimos anos é a coleção Age of Empires, da Ensemble Studios. O jogo segue o estilo Estratégia em Tempo Real (RTS), cuja idéia é desenvolver uma civilização a partir de determinadas épocas históricas. Dessa forma, no Age I, a civilização é construída a partir da pré-história, com a escolha de civilizações da antiguidade oriental e clássica, como fenícios, persas e romanos. O Age II foca em povos que viveram no período conhecido como Idade Média. O Age III, por sua vez, aborda o encontro de civilizações e as trocas culturas efetuadas a partir do século XIV, a partir do que se denomina Idade Moderna. Todos os três títulos possuem traços interessantes de representação histórica nas características de cada civilização.

Por exemplo, os fenícios, na antiguidade, eram conhecidos como grandes navegadores pelo comércio no Mar Mediterrâneo, tendo fundado colônias como Cartago, no norte da África. No Age I, o jogador que escolhe a civilização fenícia recebe bônus de navegação em guerras marítimas e no comércio. Torna-se bem interessante explorar estas características em sala-de-aula.

O jogo adquire contornos ideológicos na sua conjuntura. Como o objetivo é desenvolver a civilização de uma maneira linear, com traços evolutivos (de baixo para cima) e invadir, guerrear e conquistar outras civilizações, fica implícito o caráter imperialista do game. É como se cada sociedade no planeta devesse seguir o mesmo caminho evolutivo, que levaram romanos, ingleses e norte-americanos a ter controle econômico, político e militar sobre boa parte do planeta.

Jogos em Flash

Outros tipos de jogos que estão se popularizando são aqueles produzidos no formato flash. Eles vem adquirindo cada vez mais qualidade gráfica e jogabilidade. A grande vantagem é que não precisa ser instalado para rodar, e pode ser linkado como qualquer outra página na web, de forma que não é necessário um grande processador ou placa de vídeo para jogar, apenas o acesso à internet com uma velocidade de banda razoável, dependendo do jogo.

Alguns destes games são elaborados para fins didáticos, como é o caso de The Mummy Maker (O Embalsamador), da BBC-History. O objetivo deste jogo é organizar o processo de mumificação de um corpo, para que o mesmo possa fazer a travessia ao mundo dos mortos. Trabalha bem o imaginário religioso egípcio e pode ser utilizado pelo professor em uma aula sobre cultura e religião no Antigo Egito.

*****http://www.webdigitaleducator.blogspot.com/ Visitem esse maravilhoso Blog do Prof Michel, que é um espaço recheado de cultura, informação e ótimas dicas para o ensino dinâmico de história.







27
jun
2009
Delícia de peixe com molho de camarão


Hoje fiz uma comida que estava com desejo de comer há muito tempo: Peixe com molho de camarão e pirão. Ai, que delícia!!! Comer é muito bom! Deveria ser assim, quanto mais se come, mais elegante se fica,rsrsrsrs! Eu amoooo, peixe com pirão. Comprei um peixe de postas grandes, o vermelho, lavei-o com limão e arrumei as postas na panela de barro.

Reguei com azeite virgem, coloquei uma camada de cheiro verde, coentro, cebola picadinha e tomates. Refogo o camarão com azeite, faço um molho de tomates,cebola, cheiro verde e coentro e separo para colocar depois em cima do peixe. Para fazer o pirão, eu pego uma peneirinha e coo a farinha, para separar e ficar bem fininha, de sorte que o pirão fica fino e delicioso.

Aproveito o caldo do peixe e alguns camarões refogados para fazer o pirão. Pode ser servido com arroz branquinho, mas eu preferi fazer um arroz com brócolis para acompanhar meu peixe com pirão.Ficou Divino!!! Comi,até suar!! Gente, que coisa deliciosa. Já vi que sou filha de Paraíba mesmo, tudo que tem farinha, tô dentro!!! Eu amo, um peixinho bem feitinho,peixe fresquinho, feito com todo amor e carinho. Na próxima receita, vou ensinar pra vocês peixe com leite de coco,  que é mar-ra-vi-lho-so!!! Comer é uma delícia e comer bem, não tem comparação. Gostara?? Então vamos para a cozinha e mãos à obra!!!  Beijos







23
jun
2009
Para ler por prazer


As férias estão chegando , aproveite para repor as energias. Eu particularmente de férias, gosto de viajar, em casa nós trabalhamos dobrado. Vamos arrumando uma gaveta daqui, pondo em ordem o guarda roupas de lá, e quando damos por nós, já é agosto, só ralamos. Vamos aproveitar para por a leitura em dia, gosto de ler na varanda, com um solzinho batendo em mim. Gosto de ler no sofá, de pernas pro ar.Nós precisamos desse relaxamento, dessa vida mansa.Afinal, somos filhos de Deus, corremos pralá e pra cá. Precisamos desse refrigério. Vocês não acham?? Aí vai uma lista de bons livros para você  se deliciar.

Outra Mulher

Depois de ler Pagu: Tabu e Totem, poema de Augusto de Campos, Tereza Freire resolveu descobrir quem foi Patrícia Rehder Galvão, a Pagu.O livro é resultado de seu mestrado e reúne cartas trocadas entre Pagu e seus amigos familiares. Esse livro mostra o lado ousado da esposa de Oswald de Andrade.

* A autora é historiadora e roteirista.

Dos Escombros de Pagu: Um Recorte Biográfico de Patricia Galvão- Tereza Freire,  Ed. Senac SP

Mundo Louco e encantado

Nessa obra divertida, a autora vira do avesso a psique de vários personagens das histórias infantis, dentre eles Lobo Mau e Leitão, até encontrar transtornos de comportamentos e conseguir interpretar os contos de fadas sob uma ótica hilariante.

* Quem diria que alguém receitaria  antidepressivo ao dengoso ursinho Pooh?

O Lobo Mau no Divã, Laura James-  Ed. Best Seller

Quintana e outros temas

Esta obra apresenta na primeira parte 18 instantâneos sobre assuntos variados, como o vapor que quase tirou o Titanic de sua rota rumo ao iceberg e os beijos mais quentes do cinema.

Na segunda, relatos sobre a amizade entre o autor e Mário Quintana e as cartas que eles trocaram.

O autor ganhou o Prêmio Nacional de Letras em 1999.

O Pão e a Esfinge, Seguido de Quintana e Eu, Sérgio Faraco- Ed. L&PM







22
jun
2009
Henrique , um menino vencedor


Ontem, visitando o blog da Balinha, vi e li um post que muito me chamou a atenção: Henrique, um menino que luta. Fui direto ao blog do Henrique e cheguei à conclusão de que ele é um menino vencedor.

Henrique Cortinhas Rogge Dibbern nasceu no dia 30 de maio de 2007. Através de exame de exame de DNA foi dectado que é portador da Síndrome de Werdnig-Hoffmann, um tipo clínico mais comum e mais severo da doença Atrofia Muscular Espinhal (SMA). Apesar da doença, Henrique é uma criança feliz, carismática, inteligente; gosta de assistir desenhos na tv, adora passear, tomar banho, ficar com meus pais, e é muito abençoado por Deus.

henrique

Henrique necessita de aparelhos para continuar sobrevivendo. Existe uma possibilidade dele ir para casa, estar junto com seus pais e mais próximo da família. Isto lhe proporcionaria um ambiente melhor que o do hospital, ainda que lá seja tratado com todo amor e carinho pelos médicos, enfermeiros e demais funcionários. Mas para que isso aconteça a família precisa de ajuda financeira para aquisição dos aparelhos.

Se você se sensibilizou com a história do Henrique, desejar conhecer um pouco mais da vida deste menino vencedor acesse Viva Henrique.

Se sentir o desejo no seu coração de contribuir e ajudá-lo a voltar para casa, clique: Campanha Viva Henrique.

Para divulgação através dos blogs, o Ernani Netto teve uma idéia sensacional criando o Selo do Henrique, o qual posto abaixo.

campanha

Como o selo é específico para esta campanha, segue as mesmas diretrizes dos selos e memes, as quais estão listadas abaixo. Uma vez que a campanha é solidária e voluntária, substituirei, a meu critério, a palavra “regras” por “sugestões”.

SUGESTÕES:

1 – Fazer uma postagem sobre o Henrique;

2 – Colocar o selo no post;

3 – Linkar o blog do Henrique e lá deixar um comentário;

4 – Deixar o selo visível em seu blog por pelo menos uma semana;

5 – Convidar e repassar o selo para 10 blogueiros amigos e avisá-los;

6 – Se puder, e assim desejar, colabore com algum valor na Campanha.

Como última sugestão, o Selo do Henrique não está restrito apenas aos blogs indicados. Se quiser participar divulgando, indicando-o também aos amigos, fique à vontade para fazê-lo. O mais importante é participar de alguma maneira.

Indico o Selo do Henrique aos blogs:

A Moça do Sonho

Academia

O Ângulo em Mim

Clínica da Palavra

Na casa da vovó

Na dança das Palavras







21
jun
2009
Foi comprovado: O amor é cego mesmo!


Foi comprovado: O amor é cego mesmo!

Amor desativa o senso crítico do cérebro

Dito popular antecede a Ciência quando diz que o sentimento é cego

O ditado popular o amor é cego é defendido com unhas e dentes quando o assunto é relacionamento. No entanto, estudos recentes comprovam que essa idéia vai muito além de um ditado popular. É o que explica o neurologista André Palmini, da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), quando o assunto é o efeito do amor no cérebro. Quando a pessoa está apaixonada por alguém, seu cérebro desativa estruturas responsáveis pelo julgamento crítico e por nos manter alerta contra ameaças do ambiente , explica o especialista.

Os estudos ainda confirmam que os mecanismos cerebrais que identificam as atitudes dos outros de forma crítica são desativados. Dessa forma o apaixonado dificilmente consegue ver os defeitos e desconfiar da pessoa amada , afirma o neurologista.

Hoje em dia, a Ciência dedica-se a entender o que motiva a mudança nas sinapses neuronais com o passar do tempo e o avanço da relação. Com a consolidação do sentimento, a pessoa passa a ver a outra pessoa amada de maneira muito parecida com a que vê as outras pessoas. O grande segredo da neurociência é porque as pessoas continuam juntas, mesmo com as mudanças no comportamento cerebral , afirma o especialista.

Fotos de René Magritte, um pintor surrealista e filósofo.

Uma de suas obras mais conhececidas está ‘The Lovers’ de 1928.

* Esse maravilhoso post foi escrito por minha amiga DU do lindo Blog A Moça do Sonho. Visitem e vejam que essa moça é super criativa, seu blog é recheado de boas leituras e um colírio para nossos olhos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...