24
nov
2008
Os brilhantes cérebros do Mundo


     

As mentes mais extraordinárias da terra pertencem a pessoas que mal conseguem falar ou calçar os sapatos. Conheça os SAVANTS- e o que eles podem nos ensinar sobre os limites da inteligência humana.

   Kim Peek lê um livro de 300 páginas em 40 minutos. Uma  página com cada olho. Esse  americano de 57 anos já leu 9 mil livros, o que dá mais ou menos um a cada dois dias desde a infância. E com uma diferença em relação a você: ele não esquece nada do que leu. Kim sabe de cor a história de todos os países,  seus presidentes, quando eles nasceram, quem foram suas esposas… Recita qualquer trecho da Bíblia , do Alcorão ou da estrutura de um ônibus espacial.

  Daniel Tammet  simplesmente inventou uma matemática particular( faz contas combinando formas imaginárias).Pergunte para Daniel  quanto é, digamos ,27 elevado à 5ª potência. Ele responde rapidinho, sem ter feito conta ou decorado nada.

Daniel e Kim tem outra coisa em comum, além desses superpoderes :  os dois são deficientes mentais, diagnosticados como autistas. Kim mal consegue falar, não sabe abotoar a camisa e, quando criança, lhe recomendaram internação para o resto da vida. Daniel é mais comunicativo, um rapaz bem simpático até, mas se sente perturbado quando anda em ruas movimentadas e é muito desligado. Isso de combinar  algum problema mental com brilhantismo, ou até genialidade, em certas áreas, é conhecido como síndrome de savant ( “sábio”, em francês), uma condição raríssima que desafia as idéias sobre como a mente funciona.

Você pode ser um Savant– Ao que parece , os danos mentais que os savants têm os deixam sem acesso a grande parte da memória consciente.  Então seu cérebro simplesmente transfere as funções dela para a implícita( aquela que nos permite trocar as marchas do carro sem pensar) . E eles fazem automaticamente coisas que temos  que pensar ( e muito) para fazer. Para o neurologista  Allan  Snyder , da Universidade de Sydney, existe um Daniel Tammet dentro da sua cabeça. Esse “savant interior” foi quem fez você aprender a falar. E a coisa mais maluca é que Snyder  quer fazer com que esse savant que um dia esteve em sua cabeça apareça para dar um oi. Como? Aplicando imãs no crânio. A idéia é “desligar” temporariamente partes da massa cinzenta a fim desimular os danos que os savants têm no cérebro. E assim fazer com que você veja o mundo  como se fosse deles. E não é que deu certo? Snyder fez com que pessoas submetidas ao experimento “virassem savants” por algum tempo, desenhando de forma mais precisa ou encontrando com mais facilidade erros de digitação que o cérebro das pessoas normais costuma ignorar. E o australiano vai mais longe. Ele acredita  que novas versões de experiências como essas poderiam despertar a criatividade de gente comum. Afinal, por alguns minutos, poderíamos absorver informações em estado bruto, sem filtro dos padrões mentais. Aí seria possível uasr isso para desafiar idéias preconcebidas e inovar.

Como, aliás , inovaram dois savants famosos: Isaac Newton e Albert Einstein. Não, não existe prova nenhuma de que eles portavam essa condição. Mas alguns neurologistas acham que os dois apresentavam, sim, pelo menos alguns sintomas  da síndrome de Asperger- principalamente inabilidade social e obsessões compulsivas. De fato Newton mal abria a boca e ficava imerso no trabalho a ponto de não comer. E Einstein que se comportava  como um autista até 7 anos , repetindo frases sem parar, era tão desligado que certa vez não percebeu um terremoto enquanto divagava. Talvez nunca saibamos se els  eram ou não versões moderadas  de Daniel Tammet. Mas Einsten pode ter deixado uma pista: “” Uso sinais , imagens mais ou menos claras , como ferramentas para pensar. Elas se encaixam sozinhas, voluntariamente. esse jogo de combinações me parece mais essencial que construções  lógicas com palavras.” Foi o que disse certa vez o alemão.

***Para saber mais: A inteligência- Um Conceito Reformulado

Howard Gardner- Objetiva ,1999.

Born on a Blue Day

Daniel Tammet, Free Press, 2007

**Essa matéria completa encontra-se na Revista Super Interessante -set/2008.
Fonte: Super Interessante -set/2008.







23
nov
2008
Icebergs Estriados, lindo para nosso olhar!


Vejam que fantásticos são os icebergs estriados!!!

Os Icebergs da Antártida por vezes apresentam estrias, faixas formadas por camadas de gelo que reagem a diferentes condições.As faixas azuis são criadas quando uma falha na folha de gelo é preenchida com água derretida que congela tão rapidamente que nem chega a formar bolhas.Quando o iceberg cai no mar, a água salgada pode congelar na parcela inferior.Esta água,rica em algas, pode formar uma faixa esverdeada.As faixas castanhas, pretas e amareladas, podem ser causadas por sedimentos, coletados enquanto o pedaço de gelo desliza na direção do mar.

A água congelou no momento em que a onda estourava sobre o gelo. É assim que acontece na Antartida, que tem tido o tempo mais frio das últimas décadas.. A água congela no momento que entra em contato com o ar. A temperatura da água já está nesse momento alguns graus abaixo do ponto de congelamento. Veja a onda congelada no ar.

Esse interessante Post, me foi cedido pelo amigo Chico Coelho do maravilhoso Blog      Verde que te quero verde







14
nov
2008
Quando a ansiedade vira um problema


 Eu achei esse artigo muito interessante e resolvi copiar na íntegra para vocês, a matéria completa, está na Revista Super Interessante do mes de novembro, e  chama-se ANSIEDADE, encontra-se da página 68 até a 75, um assunto de grande relevância, vale à pena lê-lo integralmente.

Quase um quarto da população brasileira tem alguns dos transtornos abaixo durante a vida. Mas não fique ansioso, todos têm cura.

Síndrome do Pânico:  

A doença causa ataques esporádicos que começam com uma crise de ansiedade. A pessoa fica nervosa, sente a respiração ofegante e o batimento cardíaco acelerado. Com esses sintomas , ela imagina que está passando por um grave problema de saúde. Esse pensamento a deixa nervosa, com mais alterações no  no corpo. Terapia costuma ser eficiente nesses casos.

Transtorno Obsessivo – Compulsivo(TOC)  

TOC são pensamentos involuntários, geralmente ligados a 4 temas: limpeza, sexualidade, religião e violência. É o caso de quem acha que suas mãos estão sempre com bactérias e as lava até que comece a sangrar. O TOC  já foi descrito no século 16 e pode ser controlado com remédios, principalmente aqueles que aumentam a quantidade de serotonina no corpo.

Fobias:  

São medos desproporcionais a objetos e situações. Há mais de 200 tipos registrados, mas as mais comuns são as relativas a pequenos animais, exposição ao sangue, a lugares fechados e ao encontro com outras pessoas. Quase sempre ,  a pessoa sofre em excesso. O tratamento nesses casos é por meio de exposição gradual às situações temidas.

Estresse Pós-Traumático:

O distúrbio foi percebido pela primeira vez em  veteranos  de guerra que, muitos anos depois da batalha, não conseguiam esquecer as experiências traumáticas. Mas qualquer pessoa que foi vítima  ou testemunha de extrema violência pode ter o distúrbio. Com o aumento do número de seqüestros,  homicídios e latrocínios, a doença  ficou mais comum.

Ansiedade Generalizada:

É difícil diagnosticar esse transtorno. Ele se caracteriza por uma preocupação externa e constante que impede a pessoa de relaxar e de levar uma vida normal por longos períodos de tempo- 6 meses no mínimo.Pode ser tratado com remédios que aumentam a serotonina.

***Revista Super Interessante Nov/2008.







13
nov
2008
Taxista tem GPS no cérebro


    Quem já andou de táxi, já notou que o taxista parece que tem um mapa na cabeça, ele parece que tem o mapa do Rio de Janeiro gravado no cérebro. Sabe todos  os caminhos e conhece alguns atalhos para que cheguemos mais rápido ao nosso lugar. Um estudo inglês constatou que   os taxistas possuem um hipocampo( parte do cérebro  ligado à orientação espacial) maior que o normal. E, constatou que, quanto mais ele roda, trabalha, mais ele cresce. Cada estudo!!!!  GPS no cérebro é mole!!!!!

Os cientistas  do Instituto de Tecnologia de Machassusetts descobriram que,  quem reza muito ganha mais. Quanto mais a pessoa vai aos cultos, maior  é seu salário- quem reza muito ganha até 9,1 a mais que os outros. Quer ganhar bem?? Corra para uma igreja. Ore e reze bastante!

Fonte :  Super Interessante- Nov/2008.

No Site:  Blog Ciencia Maluca  







11
nov
2008
Ansiedade a vilã do Mundo Moderno


                     

Ansiedade é o mal do século. Você vive no presente , se preocupando com as coisas que ainda vão acontecer lá no futuro.  Ansiedade não é doença. Ela faz parte do nosso sistema de defesa e está projetada em quase todos os animais vertebrados . Dá para conviver com a ansiedade pacificamente, e é isso que vai fazer a diferença na hora de reconhecer que nem tudo precisa ser motivo de preocupação o tempo todo. Todos os tipos de ansiedade podem ser tratados com remédios ou terapia. Saber lidar com as preocupações se tornou uma característia desejada, porque a ansiedade foi relegada ao posto de vilã do mundo moderno. Apesar de ser essencial para a  sobrevivência, ela ganhou o estigma de atrapalhar as relações pessoais, a competência no trabalho e todo o tipo de relação delicada. Nesse mundo turbulento, cheio de competitividade a ansiedade têm crescido a cada dia, causando muito males.

**Cada época tem seus motivos de preocupação. Veja o que mais incomodou o homens ao longo dos tempos.

  Predadores– Na Pré-História, truque  ou situação para se livrar  de predadores eram bem-vindos . Foi nessa época que a ansiedade definia quem iria sobreviver e quem não. Os mais preocupados fugiam rápido, os distraídos viravam presa fácil.

       Religião  – Antes do Iluminismo, era comum acreditar que qualquer deslize de comportamento poderia determinar se a pessoa ia para o céu ou para o inferno depois de morrer.Imagine a ansiedade      de quem achava que havia alguém o vigiando o tempo todo?

Doenças  – Até a descoberta dos antibióticos, uma pneumonia  ou uma diarréia podiam matar um homem adulto a qualquer instante. Toda gripe boba era motivo de preocupação constante, porque  era difícil de prever se ela seria fatal ou não.

       –Emprego – Desde a Revolução Industrial, ter um emprego significa ter recursos para sobreviver.Hoje em dia . além de pagar as contas , o funcionário quer qualidade de vida, ser reconhecido e estar realizado no trabalho. Assim, fica difícil não se preocupar.

       Amor -Achar um parceiro compreensível e apaixonado é motivode ansiedade para muita gente. Na hora de arranjar um companheiro ou manter um relacionamento legal, muita gente perde boas noites de sono de preocupação.

          Sucesso -Quando somos bombardeados com histórias de pessoas lindas e bem -sucedidas nas novelas ou capas de revistas, é inevitável não nos compararmos com elas. Aí fica a dúvida: Por que todo mundo não é tão vitorioso?

       Informação A internet e a TV são um prato cheio para causar ansiedade. Há tanta coisa acontecendo ao redor do mundo que fica difícil acompanhar todas as notícias.

A ansiedade diminui quando há o enfrentamento direto do problema. Ou seja se a  dificuldade estiver lá no futuro, distante, a inquietação não vai passar. Infelizmente não há uma forma mágica para diminuir a ansiedade , mas o mecanismo é meio parecido com o do pensamento positivo. Pensar que as coisas vão dar certo diminui o pensamento catastrófico e, assim a ansiedade. Se os problemas continuarem afligindo, faça como em algumas cidades dos EUA, elas instituíram o dia 9 de março o Dia do Pânico. Nessa data vale tudo: gritar, espernear, surtar, botar pra fora todas as ansiedades.

**Quer saber mais???

**Ansiedade e Informação- Richard Saul Wurman, Editora de Cultura- 2005. 

**Desejo de status

Alain de botton, Rocco-2005.

Fonte: Super Interessante- nov/2008.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...