26
out
2008
A Primeira Vez que Entendi



.

.

A primeira vez que entendi do mundo alguma coisa,

foi quando na infância cortei o rabo de uma lagartixa

e ela continuou se mexendo.

De lá pra cá fui percebendo

que as coisas permanecem vivas e tortas,

que o amor não acaba assim,

que é difícil extirpar o mal pela raiz.

.

A segunda vez que entendi do mundo alguma coisa,

foi quando na adolescência me arrancaram do lado esquerdo

três certezas e eu tive que seguir em frente.

.

De lá pra cá aprendi a achar no escuro o rumo

e sou capaz de decifrar mensagens,

seja nas nuvens ou no grafite de qualquer muro.

.

Affonso Romano de Sant’Anna







24
out
2008
“A Canção de Nós Dois”


 

 

 

Tudo quanto na vida eu tiver,

Tudo quanto de bom eu fizer,

Será de nós dois.

.
Uma casa num alto qualquer,

Com um jardim e um pomar se couber,

Será de nós dois.

.
E depois, quando a gente quiser,

Passear, ir pra onde entender,

Não importa onde a gente estiver,

Estaremos a sós.

.
E depois quando a gente voltar,

O menino que a gente encontrar,

Será de nós dois.

.
E de noite quando ele dormir,

O silêncio do tempo a fugir,

Será de nós dois.

.
E por fim, quando o tempo fugir,

E a saudade nos der de nós dois,

E a vontade vier de dormir,

.

Sem ter mais depois.
Dormiremos sem medo nenhum,

Pois aonde puder dormir um,

Podem dormir dois.

.
Vinicius de Moraes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...