10
maio
2009
Show de Alice Ruiz


ainda te sinto
em tudo que permanece
como se tua pressa
de vida que se extingue
ficasse um pouco em tudo
ainda
meus pensamentos
cruzam os teus
como aviões no ar
.
da janela
os corações acenam
sem saber se vão voltar
te procuro
nas coisas boas
em nenhuma
te encontro inteiro

em cada uma
te inauguro
Você tem o dom
de pôr som de celo
onde havia gelo
quem dera tê-lo
você e teu dom
de transformar esse silêncio
num solo de celo
quem dera descobrir
teus zelos
véu por véu
descobrir talvez um novo céu
e nele vê-lo
entre as estrelas
cobrir você
com meus cabelos
quem dera este celo
não fosse tão solo
quem dera você para sê-lo.
.
Alice Ruiz
Imagens: Google






9
maio
2009
Pra Sempre em meu Coração


Essa linda música da Cristina Mel é uma homenagem a todas as mães. Nós,  gostaríamos de ter os filhos sempre por perto,  como crianças pequenas, precisando de nosso cuidado e atenção. Mas eles crescem, se tornam independestes e resta-nos a saudade de suas travessuras e das diversas fases que vivemos com eles. Saudade dos primeiros dentinhos, dos primeiros passos, das festinhas na escola…  Mas eles estarão pra sempre em nossos corações.  Essa música é linda!!! Ouçam e se emocionem com ela.

Pra Sempre Em Meu Coração

Cristina Mel

Eu queria o tempo parar
De novo lhe fazer ninar
Crescer e mudar, não dá pra evitar
É o caminho que Deus lhe traçou
Brinquedos, gibis, violão
Espalhados por todo lugar
Um dia a poeira eu irei tirar
No silêncio de não te encontrar

Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração

Os dentinhos você vai trocar
E roupas maiores usar
O seu caminhar vai para longe o levar
Pois não posso impedir seu querer
Os dedinhos que agarram minha mão
Coisas grandes eu sei que farão
Você não é meu, é um presente de Deus
E o futuro está em suas mãos

Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração

Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração.







9
maio
2009
Mãe, não morre nunca!


Quero dedicar essa poesia do nosso poeta maior a todas as mamães . Essas mulheres que amam incondicionalmente, que se dedicam todo o tempo e perdem alguns anos de sua juventude, cuidando, educando,fazendo do filho(a) , uma pessoa de valor. As mamães deveriam ficar para sempre conosco,elas não deveriam morrer ,nunca!  É isso que escreve Carlos Drummond de Andrade. Beijos para todas as mamães, que amanhã seja um dia de muita festa e alegrias. Eu sou uma privilegiada, tenho vovó com 95 anos e mamãe que é uma amigona e está sempre juntinho de mim. Que Deus abençoe as mamães com toda a sorte de bênção. Parabéns a todas.

.


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra- mistério profundo –
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca
,mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
.
Carlos Drummond de Andrade






9
maio
2009
Ainda podemos sonhar


É preciso muito pouco. A alegria está muito próxima. Mora no momento. Perdemos a alegria porque pensamos que ela virá no futuro, depois de algum evento portentoso que mudará a nossa vida”

(Rubem Alves)

Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada… Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro…”

(Clarice Lispector)


“o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando”.

(Guimarães Rosa)

” A amizade é o melhor pretexto, até hoje inventado, para que um indivíduo pretenda tomar parte na felicidade do outro”

(Machado de Assis)

” Versos curam tudo” .

(Machado de Assis)







8
maio
2009
Antoine de Saint- Exupéry



Aqueles que passam por nós,
não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si,
levam um pouco de nós.
.
Antoine de Saint-Exupéry


Esse pequeno verso de Exupéry, expressa uma grande verdade. Em nossa vida,  temos uma troca, amigos deixam um pouco de si e levam um pouco de nós. Com alguns amigos que passaram por mim eu aprendi a ouvir mais; e tentar entendê-los. Outros eu aprendi  que, deveria olhar seu ponto de vista. Outros eu aprendi , que é necessário calar em certos momentos. Outros eu aprendi , que é perdoando que se cresce. Cada pessoa tem seu jeitinho próprio e sempre nos acrescenta alguma coisa. Cada pessoa é única e nos ajudam no crescimento, e  no amadurecimento. As vezes é necessário tirarmos os olhos de nós mesmos e olharmos um pouco para o outro. Creio  que,  quem passou por mim também, levou um pouco de mim . E isso me faz muito feliz, isso se chama crescimento. Beijos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...