9
maio
2009
Pra Sempre em meu Coração


Essa linda música da Cristina Mel é uma homenagem a todas as mães. Nós,  gostaríamos de ter os filhos sempre por perto,  como crianças pequenas, precisando de nosso cuidado e atenção. Mas eles crescem, se tornam independestes e resta-nos a saudade de suas travessuras e das diversas fases que vivemos com eles. Saudade dos primeiros dentinhos, dos primeiros passos, das festinhas na escola…  Mas eles estarão pra sempre em nossos corações.  Essa música é linda!!! Ouçam e se emocionem com ela.

Pra Sempre Em Meu Coração

Cristina Mel

Eu queria o tempo parar
De novo lhe fazer ninar
Crescer e mudar, não dá pra evitar
É o caminho que Deus lhe traçou
Brinquedos, gibis, violão
Espalhados por todo lugar
Um dia a poeira eu irei tirar
No silêncio de não te encontrar

Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração

Os dentinhos você vai trocar
E roupas maiores usar
O seu caminhar vai para longe o levar
Pois não posso impedir seu querer
Os dedinhos que agarram minha mão
Coisas grandes eu sei que farão
Você não é meu, é um presente de Deus
E o futuro está em suas mãos

Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração

Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração.







9
maio
2009
Mãe, não morre nunca!


Quero dedicar essa poesia do nosso poeta maior a todas as mamães . Essas mulheres que amam incondicionalmente, que se dedicam todo o tempo e perdem alguns anos de sua juventude, cuidando, educando,fazendo do filho(a) , uma pessoa de valor. As mamães deveriam ficar para sempre conosco,elas não deveriam morrer ,nunca!  É isso que escreve Carlos Drummond de Andrade. Beijos para todas as mamães, que amanhã seja um dia de muita festa e alegrias. Eu sou uma privilegiada, tenho vovó com 95 anos e mamãe que é uma amigona e está sempre juntinho de mim. Que Deus abençoe as mamães com toda a sorte de bênção. Parabéns a todas.

.


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra- mistério profundo –
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca
,mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
.
Carlos Drummond de Andrade






9
maio
2009
Ainda podemos sonhar


É preciso muito pouco. A alegria está muito próxima. Mora no momento. Perdemos a alegria porque pensamos que ela virá no futuro, depois de algum evento portentoso que mudará a nossa vida”

(Rubem Alves)

Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada… Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro…”

(Clarice Lispector)


“o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando”.

(Guimarães Rosa)

” A amizade é o melhor pretexto, até hoje inventado, para que um indivíduo pretenda tomar parte na felicidade do outro”

(Machado de Assis)

” Versos curam tudo” .

(Machado de Assis)







8
maio
2009
Antoine de Saint- Exupéry



Aqueles que passam por nós,
não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si,
levam um pouco de nós.
.
Antoine de Saint-Exupéry


Esse pequeno verso de Exupéry, expressa uma grande verdade. Em nossa vida,  temos uma troca, amigos deixam um pouco de si e levam um pouco de nós. Com alguns amigos que passaram por mim eu aprendi a ouvir mais; e tentar entendê-los. Outros eu aprendi  que, deveria olhar seu ponto de vista. Outros eu aprendi , que é necessário calar em certos momentos. Outros eu aprendi , que é perdoando que se cresce. Cada pessoa tem seu jeitinho próprio e sempre nos acrescenta alguma coisa. Cada pessoa é única e nos ajudam no crescimento, e  no amadurecimento. As vezes é necessário tirarmos os olhos de nós mesmos e olharmos um pouco para o outro. Creio  que,  quem passou por mim também, levou um pouco de mim . E isso me faz muito feliz, isso se chama crescimento. Beijos.






7
maio
2009
Reflexões de Rubem Alves


[…]
Isso é verdadeiro também sobre aprender a ler. Tudo começa quando a criança fica fascinada com as coisas maravilhosas que moram dentro do livro. Não são as letras, as sílabas e as palavras que fascinam. É a estória. A aprendizagem da leitura começa antes da aprendizagem das letras: quando alguém lê e a criança escuta com prazer. “Erotizada” – sim, erotizada! – pelas delícias da leitura ouvida, a criança se volta para aqueles sinais misteriosos chamados letras. Deseja decifrá-los, compreendê-los – porque eles são a chave que abre o mundo das delícias que moram no livro! Deseja autonomia: ser capaz de chegar ao prazer do texto sem precisar da mediação da pessoa que o está lendo. […]
.
Rubem Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...