3
mar
2009
Nosso poeta maior Carlos Drummond de Andrade


 


Carlos Drummond de Andrade, ” No mar estava escrita uma cidade”

Deixou-nos em 1987. Hoje, em sua homenagem, a estátua de bronze está sentada placidamente num banco da praia de Copacabana, bairro em que viveu por muitos anos.

 

 

Por outro lado, a solidão em si é muito relativa. Uma pessoa que tem hábitos intelectuais ou artísticos, uma pessoa que gosta de música, uma pessoa que gosta de ler nunca está sozinha. Ela terá sempre uma companhia: a companhia imensa de todos os artistas, todos os escritores que ela ama, ao longo dos séculos.

Eu acredito que a poesia tenha sido uma vocação, embora não tenha sido uma vocação desenvolvida conscientemente ou intencionalmente. Minha motivação foi esta: tentar resolver, através de versos, problemas existenciais internos. São problemas de angústia, incompreensão e inadaptação ao mundo.

AMOR

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção, pode ser a pessoa mais importante de sua vida.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante,
Se os olhos se encherem d’àgua, nesse momento, perceba, algo do céu te mandou um presente divino: O amor.
Se um dia tiveres que pedir perdão um ao outro por algum motivo e,em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: Vocês foram feitos um pro outro!
Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida.
Mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.
As vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar sem deixa-lo acontecer verdadeiramente!
É o livre arbítrio.
Por isso, preste atenção nos sinais,não deixe que as loucuras do dia a dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR!

 Carlos Drumond Andrade

**** Atendendo a vários pedidos, estou republicando esse post do nosso poeta maior. Beijos e obrigada

 







2
mar
2009
Entrando na comunhão


 

Coisa maravilhosa é estarmos em comunhão. Comunhão com os irmãos, com os amigos, com os parentes, sem nenhuma pendência. Após alguns  meses de ausência, hoje retornamos à  nossa Igreja. Que festa!!! Não conseguíamos sair do meio das pessoas, eram jovens, crianças, adolescentes, todos queriam nos abraçar. Hoje eu ouvi várias vezes:” O ano só começa em março.” Realmente, quantas pessoas retornando hoje das férias, todos queimadinhos, tranquilex, com as baterias recarregadas. Mas coisa boa é estarmos na casa de Deus, louvarmos o seu nome, nos confraternizarmos com nossos irmãos. Nossa igreja é enorme, até abraçarmos todos e falarmos com todos, leva muito tempo, o culto acabou às 20:30, mas só conseguimos sair de lá às 22 h.  Mas é tão gostoso saber que somos queridos, que sentem nossa falta, que estavam ansiosos para o nosso regresso, que intercederam por nós, que estão conosco nessa fase difícil. Estar em comunhão não tem preço, nem comparação, faz bem para a alma, dá alegria e sentido aos nossos dias.

Te Louvarei

Toque no Altar

Composição: Indisponível

Perto quero estar
junto a teus pés
Pois prazer maior não há
Que me render e te adorar

Tudo o que há em mim
Quero te ofertar
Mas ainda é pouco eu sei
Se comparado ao que ganhei
Não sou apenas servo teu amigo me tornei

Te louvarei
Não importam as circunstâncias
Adorarei
Somente a Ti Jesus







1
mar
2009
Parabéns, RIO!!!!


Resolvi republicar esse Post, em homenagem ao aniversário de fundação de nossa cidade hoje, dia 1º de março. Gente alegre, criativa, povo que batalha, povo que curte a vida, curte as belezas de sua cidade, merece uma homenagem. Parabéns Rio!!!!  Parabéns por mais um aniversário!!! Somos uma terra de gente alegre, bem humorada, hospitaleira, gente que sabe viver. São exatamente  444 anos, quando Estácio de Sá, chegou aqui  na Baía de Guanabara para expulsar os franceses.

O ano de 2008 foi pleno de efemérides. Comemoramos os 200 anos de chegada da Família Real portuguesa ao país, os 120 anos da Abolição da escravidão, o centenário de Machado de Assis, o centenário de Guimarães Rosa, os 100 anos de nascimento do Mestre Cartola e os 50 anos da Bossa Nova.  ” Pelos caminhos da Bossa Nova ” foi o tema em torno do qual foram pensadas, desde o início deste ano, várias atividades nas Escolas. As crianças foram até o aeroporto Santos Dumont, que aproveitaram para  conhecer e cantar o Samba do avião (Antônio Carlos Jobim). De lá partiram rumo ao Posto 6, em Copacabana, e no calçadão chamaram a atenção de quem passava pela animação com que cantavam  O barquinho(Roberto Menescal & Ronaldo Bôscoli). A próxima parada do dia foi o bar Garota de Ipanema, onde claro, os jovens “cantores” emocionaram aqueles ouvintes saudosos da antiga Rua Montenegro. Finalizando o pequeno show, as crianças andaram alguns quarteirões e apontaram a loja Toca do Vinícius, onde conheceram tudo sobre o poeta e compositor Vinícius de Moraes. Lá eles cantaram para o dono do estabelecimento: Se todos fossem iguais a você.


Fonte: Nós da Escola /2008







1
mar
2009
Preciosidade de Mario Quintana


 

                                   Um no Outro
“Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer…

E dos meus olhos fechados desceram

lágrimas que não enxuguei,

e da minha boca fechada

nasceram sussurros

e palavras mudas que te dediquei…

O amor é quando a gente mora um no outro.”

(Mario Quintana)







28
fev
2009
Fazendo caridade com a bondade alheia


Essa eu preciso contar para vocês, existem  pessoas que adoram fazer caridade  com a bondade alheia. Teve uma época, que todos pediam aqui na minha porta. Era gente pedindo roupas, pessoas pedindo dinheiro, comida, agasalhos, pedindo emprego, vaga de passadeira, faxineira etc.. Eu não podia abrir a porta da frente, pois começava a romaria, aquilo incomodava, pois quando estou em casa gosto de faxinar geral, ou dar uma descansada  e ficava indo e voltando no portão toda hora, não tinha sossego!  Nossa frente era de grades, de forma que os passantes viam o movimento dentro do quintal. Mas , certo dia , estava lavando a calçada e ouvi a vizinha duas casas após a minha falar:

– Vai ali naquela casa, que eles são da igreja e adoram ajudar as pessoas.

Me deu uma raiva imensa, era um pede, pede, não conseguia ficar um minuto concentrada em alguma tarefa,  tinha que parar para atender a campainha. Ajudar os outros nós ajudamos, dentro de nossas possibilidades, mas do jeito que estava, era demais!!! Não se tinha sossego. Que vizinha vaconilda!!! Ao invés dela dar, ela encaminhava para minha casa. Cara de pau! Abusada!

Resolvemos esse problema, com a obra subimos o muro, colocamos um portão enorme de garagem que fecha tudo, tiramos as grades, colocamos olho mágico nos portões e só atendemos quem queremos . Tem gente de todo o tipo nesse mundo, não tem??? É mole fazer caridade com as coisas dos outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...