9
jan
2009
Poetando com LYA LUFT


Guardei-me para ti como um segredo
Que eu mesma não desvendei:
Há notas nesta guitarra que não toquei,
Há praias na minha ilha que nem andei.
É preciso que me tomes, além do riso e do olhar,
Naquilo que não conheço e adivinhei;
É preciso que me ensines a canção do que serei
E me cries com teu gesto
Que nem sonhei.

“Às vezes é preciso recolher-se. O coração não quer obedecer, mas alguma vez aquieta  a ansiedade tem pés ligeiros, mas alguma vez resolve sentar-se à beira dessas águas. Ficamos sem falar, sem pensar, sem agir. É um começo de sabedoria, e dói. Dói controlar o pensamento, dói abafar o sentimento, além de ser doloroso parece pobre, triste e sem sentido. Amar era tão infinitamente melhor; curtir quem hoje se ausenta era tão imensamente mais rico. Não queremos escutar essa lição da vida, amadurecer parece algo sombrio, definitivo e assustador. Mas às vezes aquietar-se e esperar que o amor do outro nos descubra nesta praia isolada é só o que nos resta. Entramos no casulo fabricado com tanta dificuldade, e ficamos quase sem sonhar. Quem nos vê nos julga alheados, quem já não nos escuta pensa que emudecemos para sempre, e a gente mesmo às vezes desconfia de que nunca mais será capaz de nada claro, alegre, feliz. Mas quem nos amou, se talvez nos amar ainda há de saber que se nossa essência é ambigüidade e mutação, este silencio é tanto uma máscara quanto foram, quem sabe, um dia os seus acenos.”


– Lya Luft







31
dez
2008
Feliz e abençoado 2009!!!!!!


Mais um ano vai embora  quantos planos, quantas realizações. Caramba!!! 365 dias é coisa pra caramba!!! Pra realizar , construir, planejar, sonhar e concretizar. Choramos, sorrimos, continuamos acreditando na pureza e bondade das pessoas. Eu particularmente acredito na bondade das pessoas, creio que a pessoa pode errar, se arrepender, tentar acertar. Eu tenho um pouco de adolescente comigo, não me sinto com a idade que tenho. Adoro brincar, estar no meio da juventude, papear, sorrir com eles.   Temos tudo, somos felizes!!! A felicidade está  debaixo do nosso nariz, e às vezes não percebemos, igual a esse pequeno texto do Mário Quintana, deixamos passar despercebidas, várias situações que nos ajudariam muito a crescer como pessoa.  Olhe ao seu redor, veja quanta coisa boa você  possui, família, amigos, emprego, casa, comida, saúde e várias outras coisas que poderíamos enumerar. Seja feliz com tudo o que a vida te deu, seja agradecido(a) à Deus por tudo, tudo mesmo. Olhe pra trás e veja que você é muito feliz.  Feliz e abençoado 2009!!!!  Que Deus continue com suas mãos estendidas nos abençoando e nos protegendo sempre!!!!! FELIZ ANO NOVO!!!!!!!!

Quantas vezes a gente, em busca da ventura,

Procede tal e qual o avôzinho infeliz:

Em vão, por toda parte, os óculos procura

Tendo-os na ponta do nariz!

Mário Quintana

 







30
dez
2008
Receita de Ano Novo


 

 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

– Carlos Drummond de Andrade

**Crédito da foto: Mensagens do  Orkut







27
dez
2008
Como uma onda no mar


Essa música é uma realidade, uma letra que expressa de forma bem clara a vida real. Tudo passa, se hoje você sofre, não se preocupe, lá na frente vai ser passado, tudo passa e nós voamos. Deixe de lado tudo o que te aflige. Viva feliz!!!! Quem vive de passado é museu. Olhe ao seu redor, quanta gente boa, gente de valor, que te ouve, aconselha, dá a mão, empresta o ouvido, te dá o ombro pra chorar. Esses que te amam e que estão do teu lado não podem passar nunca!!!!  Olhe quanta coisa boa você tem, gente que está do teu lado para o que der e vier, esses sim, você tem que cultivar.  Cante e deixe as mágoas de lado, o ANO NOVO  vem aí!!!  Ponha um sorriso no rosto!!!! A vida é linda e vale à pena vivê-la bem e intensamente.

Como Uma Onda

Lulu Santos

Composição: Lulu Santos / Nelson Motta

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

****Meu amigo Nando, um jovem Pós-Graduado, um jovem de valor, me deixou esse comentário que muito me alegrou:

 

 nandodijesus
 Saturday, 27 de December de 2008
 3:43 pm
 Internet Explorer 6.0 on Windows XP *
gravatarIsso me lembra o jargão de um dos meus filmes favoritos (Irreversível) que lembra no início e no fim: “O Tempo Destrói Tudo”… É verdade que no filme isso é anunciado de uma forma trágica, mas há muita verdade na dor… Tudo isso pode ser constatado até mesmo no processo do conhecimento ou na reforma de uma casa, em exemplos práticos da vida!! Para que algo se forme, algo precisa ser destruído. Para que algo bom surja em nós, algo ruim deve ser esquecido. A dialética de duas oposições não é brincadeira filosófica, mas sim uma regra fundamental da vida! Bela mensagem, bela imagem, bela música, claro que tudo vindo da bela amiga Sônia!!! Beijo.







26
dez
2008
O mar não está para peixe


 

Me preocupo com o futuro das próximas gerações, o homem está acabando com nosso planeta. Vejamos alguns fatos reais e preocupantes. A pesca indiscriminada fez sumir 90% dos peixes grandes e mudou a dieta humana. O atum -azul é um peixe que tem sangue quente, o que lhe permite cruzar os mares do ártico aos trópicos. Um atum-azul pode pesar até 500 quilos e render até 10 mil cortes do sashimi mais suculento  e caro do mundo. É por isso que , enquanto cardumes deles  nadam no Mediterrâneo, superpesqueiros rondam à sua caça, com ajuda de sonares e de aviões localizadores. Nós conhecemos melhor o solo da lua, do que o fundo dos mares, dizem os ecologistas. Nossa última fronteira são as águas profundas: entre 200 e 7 mil metros  submarinos. Elas são 90% do volume dos oceanos e podem  abrigar até 100 milhões  de espécies- mais do que  em todo o resto do planeta. A essa profundidade não há luz para sustentar o fitoplâncton. Portanto só animais e bactérias  circulam. Pescamos demais, poluímos muito e navegamos demais. Nós não fazemos idéia do estrago que causamos nos mares. Cientista concluíram que a baleia-azul está ficando surda- escuta a distância até 90% menores do que antes. Já a Orca, está precisando gritar, produzir cantos mais longos para se fazer ouvir. Outras baleias aparecem mortas nas praias, após testes militares com sonares caça-submarinos-seus 235 decibéis causam hemorragia nos ouvidos e nos olhos dos animais. Segundo a ONU, os mares estão em ruínas  porque pescamos demais, produzimos lixo,  gases do efeito estufa e esgoto demais e bagunçamos os ecossistemas. O albatroz e a tartaruga marinha, que se alimentam de moluscos, medusas e algas  no sopão de plásticos, não conseguem. Comem os alimentos e engolem juntos o lixo sólido que flutua no mar. O mais comum é morrerem de desnutrição, com o estômago que, de tão entulhado, fica incapaz de ingerir ou absorver nutrientes. O oceano está esvaziando, perdendo vida. Vejamos algumas desgraças que estão acabando com os oceanos:

   

*O mar virou a grande lixeira do planeta, virou um sopão de plástico.

*Passageiros clandestinos- os porões de 100 mil navios cargueiros são uma ameaça à biodiversidade.

*A cada ano , os oceanos ganham um deserto do tamanho do estado do Texas.( Cemitério de corais)

*Pesca indiscriminada, fez sumir 90% dos peixes grandes e mudou a dieta humana.

*80% do turismo mundial acontece no litoral. Praias e corais são as atrações mais procuradas.

Fonte: Super Interessante dez/2008.

No site: www.superinteressante.com.br  veja o vídeo da necrópsia  do estômago de um albatroz foram tiradas 5 tampinhas, 1 caneta, 1 pedaço de tela e até 1 escova de roupa super.abril.com.br/albatroz

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...