5
jul
2014
O Beija-Flor, voltou novamente!!!


Hoje, vou postar algumas fotos que fiz do beija-flor. No início, eu tinha dúvidas,se, realmente era um beija-flor,mas, depois que o vi,voando, confirmei que é de fato!! Hoje, por volta das 17 horas, mais ou menos, ele veio voou e foi embora para um pé de mangueira que tem aqui do vizinho.Mas à noitinha já está aqui de novo,me olhando com aqueles olhinhos vivos e bem quietinhos,comportado para as fotos e, não se assusta com os flash da câmera.

 photo tn_IMG_7253.jpg

.

 photo tn_IMG_7251.jpg
.

 photo tn_IMG_7252.jpg







26
jun
2014
Augusto Cury lança bíblia de estudo e diz ser um “cristão sem fronteiras”


 photo Not_17_06_14_Biblia_Freemind.jpg

O psiquiatra e escritor Augusto Cury, conhecido por seus livros de sucesso, vai lançar uma bíblia de estudo: a Bíblia King James Atualizada “Freemind”, pela Editora Abba Press. O evento de lançamento vai ocorrer no dia 05 de julho, na Igreja Batista do Morumbi, em São Paulo (SP).

Além da clássica versão King James, a Bíblia também traz cerca de 200 páginas com a tese de doutorado de Augusto Cury, chamada de “Freemind – Mentes Livres” com 24 princípios básicos, além de reflexões, exercícios e dinâmicas, que podem ser praticadas em grupo ou individualmente. A metodologia traz ferramentas psicossociais que auxiliam os usuários de drogas/álcool a lidar com suas mentes.

 photo Not_17_06_14_Augusto_Cury_perfil.jpg

Na entrevista a seguir, Augusto Cury admite que já foi “um dos maiores ateus que pisou nesta terra. Mas depois de estudar a personalidade de Jesus sob o crivo da ciência, percebi claramente que ele não cabe no imaginário humano. Tornei-me um cristão sem fronteiras”.

1. Como a psiquiatria pode contribuir para uma leitura mais profunda da Bíblia? E como a Bíblia pode contribuir para um olhar mais maduro da psiquiatria? É possível fazer relação entre as duas?

A psiquiatria é uma área nobre da medicina que estuda a mente humana e procura tratamentos científicos para os transtornos psicológicos. Importantes descobertas da ciência chegaram à conclusão de que na base de muitas doenças psiquiátricas, há, além de fatores genéticos e predisposições familiares, causas relacionadas à falta de proteção emocional, crise no gerenciamento da mente, traumas, perdas, sofrimento por antecipação, conflitos na relação entre pais e filhos e entre casais.

Mais de três bilhões de pessoas, mais da metade da população mundial, cedo ou tarde desenvolverão uma doença psíquica. E elas não escolhem cor, raça, religião, cultura. E a minoria vai se tratar. E o tratamento é caro. Por isso desenvolvi o “Freemind” e o estou disponibilizando gratuitamente. Embora as editoras que o publiquem, como a Aba Press, tenham seus custos e necessitem cobrar pelos livros, mas eu não recebo literalmente nada, a não ser o prazer em contribuir com a humanidade.

Aprender a doar-se sem esperar o retorno, entender que por detrás de uma pessoa que fere há uma pessoa ferida, colocar-se no lugar dos outros, nunca exigir o que os outros não podem dar, aprender a arte de perdoar e de se perdoar, contemplar o belo e conquistar aquilo que o dinheiro não compra, são ferramentas psicológicas fundamentais que constam tanto da psicologia moderna como do pool de ferramentas que Jesus, como o Mestres dos mestres, ensinou e trabalhou amplamente em seus discípulos. O Freemind aborda todas essas técnicas.

Essas ferramentas também constam do programa EI (escola da inteligência) para prevenir ansiedade e outros transtornos emocionais e desenvolver a inteligência socioemocional das crianças. Eu não apenas renunciei aos direitos autorais do Freemind, mas também aos direitos do programa EI. O Freemind é para os adultos e a EI é para entrar na grade curricular das escolas das crianças e adolescentes. Pais e diretores de escolas deveriam conhecê-lo com urgência. É como uma vacina emocional.

Como toda vacina nenhuma é 100% segura, mas pode ser extremamente útil. Seu filho sabe proteger a emoção e lidar com a ansiedade? Tem autoestima sólida e sabe se colocar no lugar dos outros? Pense nisso e acesse contato@escoladainteligencia.com.br. Quem quiser acessar o Freemind, além da versão King James, acesse o site do escritor.

2. Muitos relacionam a religião com fanatismo e, consequentemente, com desequilíbrios emocionais e mentais. Que contribuições o Cristianismo poderia dar para nossa saúde mental e emocional?

O fanatismo, o radicalismo, a rigidez, a necessidade neurótica de estar sempre certo, são sintomas de doenças psíquicas. Se as religiões e as ciências humanas tivessem estudados as ferramentas psicológicas que Jesus utilizou na educação da emoção dos seus alunos ou discípulos, a humanidade não seria a mesma. Por exemplo, no exato momento em que Judas o traiu, ele não fechou as janelas do seu cérebro e, portanto, não reagiu por instinto, condenando e excluindo seu traidor. Ao contrário, para espanto da psiquiatria e psicologia, Jesus abriu as janelas da memória e deu uma resposta bombástica que retirou Judas das fronteiras das janelas Killer ou traumática. Como digo no livro “Felicidade Roubada, o Mestre dos mestres” abriu o circuito da memória do seu traidor.

O que ele fez? Conquistou o território da emoção para depois o da razão. Ele exaltou seu traidor, o chamou de amigo e lhe fez uma pergunta (Amigo, para que vieste?). Nunca alguém tão grande se fez tão pequeno para transformar os pequenos em grandes. Quase Judas reescreve sua história, corrige seus erros e se torna um grande pensador, mas infelizmente entrou numa janela Killer da culpa fatal e se autopuniu. Muitos pais e casais, inclusive cristãos, destroem suas relações, porque fazem o contrário do que Jesus fez. São especialistas em apontar falhas e criticar. Não entendem que ninguém muda ninguém. Temos o poder de piorar os outros e não de mudá-los. Só podemos contribuir com eles se aprendemos a elogiar antes de criticar.

Muitos religiosos fundamentalistas cometeram atrocidades em nome de Cristo, feriram, excluíram, mataram. Enfim, criaram um Cristo a imagem e semelhança da sua vaidade. Se de fato conhecessem o homem que dividiu a história, a humanidade não seria manchada de sangue, violência e hipocrisia ao longo das eras. Jesus foi “o poeta da generosidade” e da inclusão social. Investiu tudo o que tinha nos que pouco tinham. Nunca pressionou ninguém a segui-lo. Não queria mentes adestradas, mas mentes livres que o amasse o seguisse espontaneamente.

Os ensinamentos do maior educador da história é um convite a sabedoria, a tolerância e a saúde emocional.

3. Você é cristão? Qual sua experiência de fé?

Fui um dos maiores ateus que pisou nesta terra. Mas depois de estudar a personalidade de Jesus sob o crivo da ciência, percebi claramente que ele não cabe no imaginário humano. Tornei-me um cristão sem fronteiras. Mas não defendo uma religião, e dentro das minhas limitações procuro como escritor através do Freemind contribuir com a saúde emocional de todos os homens. Escrevo para dezenas de milhões de pessoas, inclusive para acadêmicos e ateus.

Tenho amigos íntimos e preciosos no protestantismo, no catolicismo, no budismo em outras religiões. Acho importante que as pessoas através de suas religiões busquem ao Deus Vivo. Mas não podemos esquecer que uma pessoa é verdadeiramente madura quando ama os que pensam diferente e tem um caso de amor com a humanidade, como amplamente fez Jesus, caso contrário irá atirar pedras. A única vez que ele aceitou estar acima dos homens foi quando tremulava sobre um madeiro. Ele desculpou seus torturadores e abraçou o condenado ao seu lado como um príncipe, mesmo sem usar os braços e ainda protegeu sua mãe com a expressão “mulher, eis ai teu filho”. Parece fria a sua resposta, mas foi carregada de afeto. Lembrou-se que Maria era a mulher das mulheres, mas um dia ela o perderia. Pediu que Joao cuidasse dela em seu lugar. Ele foi Freemind, teve uma mente livre, mesmo quando o mundo desabava sobre ele. Quem reagiu como ele na história? Freud, Einstein, Marx, Spinosa, Sartre, Kant, Hegel?

Como digo no livro “Pais inteligentes formam sucessores e não herdeiros”, ele formou pensadores ou sucessores que construíram seu legado e se curvaram em agradecimento a tudo e a todos e não herdeiros irresponsáveis, ingratos, flutuantes e imediatistas e que vivem na sombra dos seus pais e líderes. Ele foi Freemind e produziu inúmeros Freeminds. Quanto ao que sou, minhas interpretações e minha história gritam por mim mais do que minhas palavras.

(…)

Serviço:
As inscrições para a conferência ainda estão abertas.
Por telefone: (11) 5523-9441 ou 5686-5058
Por e-mail: jorge@abbapress.com.br
Local: Igreja Batista do Morumbi em São Paulo.

Fonte: Ultimato







20
maio
2014
Sempre pagando mico, gorila e King Kong


 photo renew-reversalistultimate-7srejuvenatecronus-45-barato-11077-MLB20038263711_012014-O.jpg

Comprei alguns cremes para o rosto. Creme para passar à noite, creme para passar durante o dia e, aquela rotina já estava me enjoando. Passa creme daqui, passa de lá, tem dias que eu me esqueço e não passo nada!!! Produtos caríssimos de uma empresa de cosméticos cara e séria, muito famosa e conhecida no mercado.Minha pele ficava aveludada, uma gostosura!!
Eu não queria usar aquelas coisas,comprei porque minhas amigas ficam me orientando:

Depois dos 50 anos, tem que se cuidar da pele,usar protetor solar,etc…
Usar creme à noite,pois a pele fica mais ressecada…

Comentei que não estava mais usando os produtos com minha vizinha. Ela prontamente me pediu se eu poderia vendê-los para ela, porque adorava aqueles produtos e que eram muito bons. Eu, sem pensar, falei na bucha:

Ah, pode levar esses cremes para você. Eu não preciso disso mesmo, ainda estou com rostinho de quarenta!!

[dance] [HAHA]

Caraca, chamei a mulher de velha, sutilmente disse que eu não precisava,mas ela sim. Que furo!! Que rombo!! Que mico!! [pais] [oh] [kiss] [ilo] [heartt] [fro] [lip] Isso se chama espontaneidade, a gente fala e, depois já disse!! Ela ficou meio sem jeito,mas levou o kit completo e está com o rosto lindo!! [HAHA]







9
jan
2014
Participação do cantor Kléber Lucas em novela global divide opiniões


 photo 2009-Meu-alvo.jpg

O cantor se apresentou no culto de réveillon da igreja que faz parte da trama durante o momento da Ceia do Senhor

A participação do cantor Kleber Lucas na novela “Amor à Vida” dividiu a opinião dos leitores do Gospel Prime. Muitos acreditam que, ao aceitar o convite da Globo, o cantor abriu espaço para a pregação do evangelho. Outros, porém, afirmaram que luz e trevas não se misturam.

Grande parte do público evangélico é avesso às novelas, especialmente as da emissora carioca, por disseminarem estilos de vida que vão de encontro com os ensinamentos bíblicos.

Há quem acredite que novelas como “Amor à Vida” e cristianismo são assuntos tão dissonantes que a participação de um cantor evangélico na trama é o mesmo de uma apresentação gospel dentro de uma cerimônia de outra religião.

“Acho que para falar da salvação existe outros meios, um deles seria rejeitar participar de uma novela que só tem maus exemplos de vida”, escreveu Joelma Xavier de Oliveira na enquete da fanpage do Gospel Prime.

Para Lays Souza Kleber Lucas, ao aceitar contracenar na novela, prestou seu apoio à trama e a tudo o que ela prega. que está escrito na

“Ele está praticamente apoiando essa novela, que só veio para alimentar as mentes das pessoas de alguns assuntos para contrariar o que está escrito na Bíblia”

, disse ela.

Marta Ribeiro não apoia, mas vê a participação do artista gospel como uma forma de evangelismo.

“Não estou defendendo, mas se a novela fala sobre tudo isso citado, acredito que o Kleber Lucas não foi lá representar isso. Mas mostrou a diferença entre quem segue a Cristo e quem não segue. Se a Globo manipula o povo, que bom, com o lado sério do povo Cristão que estão mostrando (se para ter audiência ou não) muitos poderão ser manipulados para o lado da mudança.”

É possível evangelizar em uma participação de poucos minutos na TV? A internauta Alice Kelly Gama da Silva acredita que não. “Ninguém vai prestar atenção no que ele falar na novela de uma emissora que só transmite orgias, adultério, homossexualismo, prostituição e por aí vai.”

Apresentação da ceia também levanta debate

Kleber Lucas participou do culto fictício de final de ano da igreja que faz parte da novela. Enquanto ele cantava, os figurantes distribuíam pão e vinho representando a Ceia do Senhor.

A encenação foi outro assunto debatido pelos nossos leitores. “Achei lindo o batismo, mostraram bem como é a ceia também. A participação dele [Kleber Lucas] foi ótima”, disse Giovanna Meotti que continua sua opinião dizendo: “Tem muitas pessoas que nunca entraram em uma igreja evangélica, Deus usa o diabo muitas vezes pra abençoar quem precisa, no caso a Globo, que querendo prejudicar os ‘crentes’ está mostrando como é um culto, pelo menos até agora não vi nenhum desrespeito. O povo gosta de julgar, tem que vigiar e orar, mas eu to feliz pelas pessoas que podem ser abençoadas vendo um pedaço da novela que presta.”

Mas para Abrão Silva o momento tão santo como a Ceia não pode ser banalizado. “Uma coisa tão santa e tão linda que é a ministração da Ceia, e o povo escarnecendo isso numa novela suja. Faça-me o favor. Ridículo”, opinou.

O pastor Antônio Nemer Bordin, presidente da Assembleia de Deus

em Itajaí, acredita que “isso nunca foi, nunca é e nunca será pregar o evangelho a toda criatura”

. Ele acredita que o cantor foi “buscar fama aparecendo nas telas da TV Globo”. Para ele, a cena ridicularizou o sacramento da Ceia do Senhor.

Assista:
.

Fonte: Gospel Prime







1
jan
2014
O último mico do ano


Bem, todos já sabem que eu sou Maria Miqueira, ou melhor,pago King Kong e não mico. Lá fui eu, fazer as últimas compras de presentes,sempre falta alguém, para presentearmos e,corrermos à rua na última hora. Fui naquelas lojas de Bijux,que tem de tudo um pouco, comprei alguma coisa e dei o troco para a caixinha. O japa, Coreano, aqueles de olhinhos puxadinhos,ficaram muito felizes, tocaram até sinos!!!Blém,blém… [HAHA]
.

 photo BIJUX.jpg

.

Fui em outra loja,comprei mais alguma coisa e, dei o troco para a tal da caixinha, naquele dia, ia comprando e, deixando o troco para trás. Tinha loja que, ao deixarmos as moedinhas,as caixas ou vendedoras,cantavam até musiquinha para nós. Pois bem, lá venho eu,cheia de bolsas, embrulhos e peso,debaixo desse calor fritante, escaldante do Rio de Janeiro,me dirigi para pegar o ônibus e qual minha surpresa?? Não tinha o dinheiro da passagem!! Também,saí distribuindo moedinhas para os olhinhos puxados,me dei mal!! Ainda bem, que, eu estava num comércio próximo da minha casa uns 5 pontos de ônibus, tive que vir à pé. Um calorão, pé doendo,pois já havia andado bastante e um sol de fritar um ovo no asfalto. Agora eu aprendi,antes de distribuir dinheiro para as caixinhas de fim de ano, tirar primeiro, o dinheiro da passagem. [pais] [oh] [dance]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...