12
jul
2013
Poetando num final de semana


Gosto de ver a disposição e o gosto para trabalhar de alguns idosos. Podem ver, sempre têm um senhor(a) idoso(a), trabalhando, procurando alguma atividade para se sentir útil e vivo(a). Aqui na minha rua têm um que: varre a rua, cata as folhas, está sempre retirando aqueles pequenos matinhos que obstruem o caminho das águas. Meu sogro têm 84 anos e, ama trabalhar com as crianças da Igreja dele. Promove gincanas, concursos bíblicos, EBF (Escola Bíblica de Férias), a alegria dele é estar rodeado de crianças. Podem observar nos mercados, como têm gente de idade trabalhando. Olhem nas obras, como têm senhores idosos labutando. As senhoras, cozinham, fazem algum conserto em roupas, vendem bijouterias,Avon, vendem roupas,Natura,etc…

E os novos? E os jovens?? Muitos trabalham,fazem Faculdade e são responsáveis, mas a maioria não está nem aí pra hora do Brasil!! Vejo na pracinha aqui perto de casa, sentam, levantam e vão sentar em outro canto. Resumindo: Não fazem nada, não querem nada!! Vivem às custas dos pais.Coisa feia isso!!Deveriam proporcionar aos pais, uma vida mais cômoda e tranquila,haja vista que os pais ralaram por ele(a) até agora. Fico pensando no futuro desse povo, a idade chega,e aí??

 photo estanteLivros1.jpg

.

Mas, deixemos pra lá essa parte socioeconômica e, vamos poetar?? Essas belezuras eu tirei lá do POETRIZ da Flávia .


Formalidades:

“Sou uma pessoa que acredita nas formalidades, na harmonia da ordem. Sempre que possível, devemos dar às coisas uma forma significativa. Por exemplo, será que eu poderia lhe contar essa minha história tão confusa em exatamente cem capítulos, nem um a mais, nem um a menos? Sabe que a única coisa que detesto no meu apelido é o jeito que esse número tem de se estender indefinidamente? Na vida, é importante concluir as coisas do modo certo. Só então a gente pode deixar aquilo para trás. Caso contrário, ficamos remoendo as palavras que podíamos ter dito, mas não dissemos, e o nosso coração fica carregado de remorso. Aquela despedida malfeita ainda me magoa até hoje.”

Yann Martel in “As Aventuras de Pi”

“Paus e pedras podem quebrar seus ossos mas, palavras nunca podem machucá-lo.” E como é tudo ao contrário. Paus e pedras PODEM quebrar seus ossos, mas são as palavras que podem quebrar seu coração.

Mia Sheridan in “Leo”

Talvez eu seja um livro aberto, ou talvez o amor seja como uma lupa, direto para as almas daqueles que possuem seu coração.

Mia Sheridan in “Leo”

O medo corta mais profundamente do que as espadas.

R.R.Martin in “Fúria de Reis”







31
maio
2013
Dias de chuva
Categorias: Literatura, Poesia


 photo 4fb6017aadc14adbcbdb703b1e86eec5867eb584.jpeg

dia de chuva é para viajar
na neblina e no vento
para dentro para dentro

um livro fechado espera
que se abram suas portas
com as chaves do pensamento

Roseana Murray
in ‘Receitas de Olhar’







16
maio
2013
Na companhia de um bom livro
Categorias: Literatura, Livros, Reflexão


.
” Talvez não haja na nossa infância dias que tenhamos vivido tão
plenamente como aqueles que pensamos ter deixado passar sem
vivê-los, aqueles que passamos na companhia de um livro preferido.”
.
Marcel Proust
.

 photo criancas-lendo-livro-6653.jpg


Ler significa reler e compreender, interpretar. Cada um lê com os olhos que tem. E interpreta a partir de onde os pés pisam. Todo ponto de vista é a vista de um ponto. Para entender como alguém lê, é necessário saber como são seus olhos e qual é sua visão de mundo. Isso faz da leitura sempre uma releitura.
.
Leonordo Boff







20
abr
2013
Recordando postagens antigas do Compartilhando as Letras


Essas fotos que colocarei aqui agora, faziam parte dos posts que foram perdidos. Muito post bonito e que nos tocavam diretamente no coração.Claro, que não vai dar para eu colocar tudo direitinho como era antes, porque também, a cabeça da gente não se lembra de tudo. Coloco aqui algumas fotos e, alguns pensamentos que, outrora,foram publicados, para vocês sentirem o gostinho e verem como perdemos muita coisa boa. Observem:

 photo wallpapers-amor-2.jpg

.

Às vezes a gente se pergunta sobre o segredo da alegria.
É nos sonhos que ela mora.
Alegria é quando o sonho se realiza.
Como quando se espera pelo regresso da pessoa amada.
Antes é a saudade, o vazio.
Depois, o abraço, a alegria.
Quem não sonha não pode ter alegria.
Rubem Alves – Presente – pag. 53.

 photo sentimentos.jpg

.

“Hoje não há razões para otimismo. Hoje só é possível ter esperança. Esperança é o oposto do otimismo. “Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce a primavera do lado de dentro. Esperança é quando, sendo seca absoluta do lado de fora, continuam as fontes a borbulhar dentro do coração.” Camus sabia o que era esperança. Suas palavras: “E no meio do inverno eu descobri que dentro de mim havia um verão invencível…” Otimismo é alegria “por causa de”: coisa humana, natural. Esperança é alegria “a despeito de”: coisa divina. O otimismo tem suas raízes no tempo. A esperança tem suas raízes na eternidade. O otimismo se alimenta de grandes coisas. Sem elas, ele morre. A esperança se alimenta de pequenas coisas. Nas pequenas coisas ela floresce…”
(Rubem Alves)

.

 photo wallpapers-amor-4.jpg

“A rosa não tem “porquês”. Ela floresce porque floresce.”
Drummond repetiu a mesma coisa no seu poema As Sem-Razões do Amor. É possível que ele tenha se inspirado nestes versos mesmo sem nunca os ter lido, pois as coisas do amor circulam com o vento.
“Eu te amo porque te amo…” – sem razões… “Não precisas ser amante, e nem sempre sabes sê-lo.” Meu amor independe do que me fazes. Não cresce do que me dás. Se fosse assim ele flutuaria ao sabor dos teus gestos. Teria razões e explicações. Se um dia teus gestos de amante me faltassem, ele morreria como a flor arrancada da terra.
“Amor é estado de graça e com amor não se paga.”
Nada mais falso do que o ditado popular que afirma que “amor com amor se paga”. O amor não é regido pela lógica das trocas comerciais. Nada te devo. Nada me deves. Como a rosa que floresce porque floresce, eu te amo porque te amo. (…) Rubem Alves







16
abr
2013
Vamos rir e poetar?


Existem coisas que acontecem comigo que eu morro de rir. Agora eu entendo, aquele jornalista, que, não conseguia parar de rir, às vezes acontece assim comigo também. Pois bem, estávamos no Metrô, e, tinha um rapaz na minha frente com um celular que tocava a todo instante, o barulhinho era de pássaro cantando. Cada vez que o celular começava com o cantar dos pássaros eu me sacudia toda. O rapaz, já estava incomodado com o toque. Mais, parecia uma coisa,tocava,tocava e o dono, tentava tirar o som,pois todos já estavam dando sinal de riso. A essa altura do campeonato, eu já ria de ficar vermelha, me sacudia toda,tentando segurar o riso,mas era difícil. Tem coisas que só acontecem comigo e com o Botafogo, ainda bem que o meu Fogão,está numa boa fase. Então, vamos poetar???
.

 photo Cacto.jpg

“O cacto é cheio de raiva com os dedos todos retorcidos e é impossível acarinhá-lo. Ele te odeia em cada espinho espetado porque dói-lhe no corpo esse mesmo espinho cuja primeira espetada foi na sua própria grossa carne. Mas pode-se cortá-lo em pedaços e chupar-lhe a áspera seiva: leite de mãe severa.”

Clarice Lispector in “Um sopro de vida”

.

Saudade eu tenho do que não nos coube
lamento apenas o desconhecimento
daquilo que não deu tempo de repartir
você não saboreou meu suor
eu não lhe provei as lágrimas
é no líquido que somos desvendados
no gosto das coisas o amor se reconhece
o meu pior e o meu melhor e os seus
ficaram sem ser apresentados.

Martha Medeiros in”Cartas extraviadas e outros poemas”

.

A culinária me fascina. De vez em quando eu até me atrevo a cozinhar. Mas o fato é que sou mais competente com as palavras que com as panelas. Por isso tenho mais escrito sobre comidas que cozinhado.

Rubem Alves in “O amor que acende a lua”

(…)
Deus aparece quando choro. Quando a fragilidade é tanta que parece que não vou conseguir me reerguer.

– Martha Medeiros in “Ser feliz”

“Antes eu dizia: ‘Escrevo porque não quero morrer’ Mas agora mudei. Escrevo para compreender o que é um ser humano.”

– José Saramago

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...