18
jul
2009
Esses Escritores de Sonhos


O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado”. (Mário Quintana)


” Só se faz bem o que se faz com amor”. (Machado de Assis)

“Como os poetas que já cantaram, e que já ninguém mais escuta, eu sou também a sombra vaga de alguma interminável música. Pára em meu coração deserto! Deixa que te ame, ó alheia, ó esquiva… Sobre a torrente do universo, nas pontes frágeis da poesia.” (Cecília Meireles)


“o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando”. (Guimarães Rosa)


“É preciso muito pouco. A alegria está muito próxima. Mora no momento. Perdemos a alegria porque pensamos que ela virá no futuro, depois de algum evento portentoso que mudará a nossa vida” (Rubem Alves







17
jul
2009
É na escuta que o amor começa


Existem pessoas que, não nos deixam falar. Tomam a palavra e somente elas querem  se expressar, chega causar uma angústia aos ouvidos. Eu tenho uma colega de trabalho assim, só ela fala. Não tem paciência para ouvir os outros,  interrompe-nos sem mais nem menos e corta nosso assunto na maior cara de pau. Tem horas que dá vontade de gritar, Cala a boca fulana! Essa amiga , além de falar sem parar,vai nos empurrando, nos empurrando, que, no outro dia uma amiga a deixou constrangida dizendo:

Quer me beijar?  Ela ficou sem jeito e recuou. Pensando nessas situações desagradáveis e às vezes cômicas, escolhi esse trecho de Rubem Alves para vocês. Leiam e reflitam, vamos aprender um pouquinho com ele?

O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você” A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina.
Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção.

Rubem Alves in ” O Amor que acende a Lua”







12
jul
2009
Domingo é Dia de Poesia!


Podia te falar de quando te vi pela primeira vez,
sem jeito… de repente te vi assim,
como se não fosse ver nunca mais.
E seria bom se eu não tivesse visto nunca mais,
porque de repente vi outra vez, e outra…
e enquanto eu te via,
nascia um jardim em minhas faces…
.
Caio F. Abreu

.


Derramei três lágrimas:
a primeira escorreu pela face e perdeu-se na boca;
a segunda morreu achatada contra o assoalho;
a terceira caiu na tua mão.
.
E foi a que mais doeu.
.
Caio Fernando Abreu

E decidiu: vou viajar.

Porque não morri, porque é verão, porque é tarde demais
e eu quero ver, rever, transver, milver tudo que não vi
e ainda mais do que já vi,
como um danado, quero ver feito Pessoa,
que também morreu sem encontrar.
Maldito e solitário, decidiu ousado: vou viajar.
.
Caio Fernando Abreu

.

Te desejo uma fé enorme em qualquer coisa,
não importa o que,
como aquela fé que a gente teve um dia,
me deseja também uma coisa bem bonita,
uma coisa qualquer maravilhosa,
que me faça acreditar em tudo de novo,
que faça a cada um de nós acreditar em tudo outra vez.
.
Caio Fernando Abreu






12
jul
2009
Sábado de Poesias com Fernando Pessoa


.

Não tenho ambições nem desejos
Ser poeta não é uma ambição minha
É a minha maneira de estar sozinho.
.
Alberto Caeiro
Obra Poética – Editora Nova Aguilar, p. 203
.

TUDO QUE FAÇO ou medito
Fica sempre na metade.
Querendo, quero o infinito.
Fazendo, nada é verdade.
.
Que nojo de mim me fica
Ao olhar para o que faço!
Minha alma é lúcida e rica,
E eu sou um mar de sargaço –
.
Um mar onde bóiam lentos
Fragmentos de um mar de além…
Vontades ou pensamentos?
Não o sei e sei-o bem.

.

Fernando Pessoa, Cancioneiro. Poesia Completa, Editora Nova Aguilar, p. 172

** Esses maravilhosos poemas,retirei em visita ao Blog: Na dança das Palavras da amiga Leonor Cordeiro, um manacial de coisas boas.Visitem e comprovem.






9
jul
2009
Quais são as manias mais comuns?


Mania de Limpeza (ABLUTOMANIA)

Sintomas:  O medo de contágio faz a pessoa lavar as mãos excessivamente, tomar banhos por horas, usar talheres descartáveis e não tocar em maçanetas.

Mania de Precisão e organização (ACRIBOMANIA)

Sintomas:   Mania de arrumação de objetos até uma suposta ordem. Se o sujeito toca algo ou alguém sem querer, sente-se obrigado a tocar com o outro braço.

Mania de roer as unhas (ONICOFAGIA)

Sintomas:   Em momentos de nervosismo e tédio, o sujeito rói, morde, mastiga e engole as unhas, e acaba ferindo a pele em volta.

Mania de acumular tralhar (COLECIONISMO)

Sintomas:   O sujeito guarda sem  organização coisas sem valor, como caixas e jornais. Muitas vezes,   é caso de saúde pública.

Mania de doença: (HIPOCONDRIA)

Sintomas:   Qualquer alteração é vista como sinal de doença. Os hipocondríacos vão a vários médicos atrás da confirmação de um diagnóstico imaginário.

Mania de poder ou superioridade ( MEGALOMANIA)  

Sintomas: Costuma ser associada à fase de euforia do transtorno bipolar.

O megalomaníaco tende a atribuir a si mesmo grandes feitos.

**Confira essa reportagem completa na Revista Super Interessante  Julho/2009/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...