2
abr
2009
Abril poético


 

Ai, palavras, ai, palavras,
que estranha potência a vossa!
Ai, palavras, ai, palavras,
sois de vento, ides no vento,
no vento que não retorna,
e, em tão rápida existência,
tudo se forma e transforma!
(Cecília Meireles)

As palavras são maravilhosas, rapidamente nos confortam, nos dão ânimo, nos levantam. Mas, se ouvimos palavras grosseiras, sarcásticas, vingativas, prontamente murchamos, caímos e ferimo-nos. Ai, palavras, ai, palavras, muitos estragam um momento, uma vida, por palavras mal empregadas. As palavras após proferidas, não retornam jamais, pensemos nisso!!! Visito os Blogs, vejo coisas lindas escritas, poesias, poemas, desabafos, palavras enigmáticas, palavras soltas, palavras declarando alguma coisa.  Tudo se forma através da palavra e tudo se transforma através dessa mesma palavra. Que potência têm uma palavra!

.

Bilhetes 

.

Alguns escrevem pela arte, pela linguagem, pela literatura. Esses, sim, são os bons. Eu só escrevo para fazer afagos. E porque eu tinha de encontrar um jeito de alongar os braços. E estreitar distâncias. E encontrar os pássaros: há muitas distâncias em mim (e uma enorme timidez). Uns escrevem grandes obras. Eu só escrevo bilhetes para escondê-los, com todo cuidado, embaixo das portas.

Rita Apoena

 

Adorei esse pequeno texto da Rita, eu também escrevo para fazer afagos, encontrando sim ,um jeito de alongar os braços. Lindo!! Lindo!!!  Eu tenho até me aventurado a escrever alguns textos, algumas reflexões e aos poucos vamos deixando a timidez de lado e vamos crescendo. Escrever é realmente estreitar distâncias, a gente fala tudo o que quer falar, libera o espírito, fica mais leve, desabafa, instrui, ensina, informa, aprende.  Escrever é muito legal!!! Eu estou adorando escrever, vocês sabiam???

.

 

TRAGO DENTRO do meu coração,

Como num cofre que se não pode fechar de cheio,

Todos os lugares onde estive,

Todos os portos a que cheguei,

Todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias,

Ou de tombadilhos, sonhando,

E tudo isso, que é tanto, é pouco para o que eu quero.

.

Álvaro de Campos

Obra Poética – Editora Nova Aguilar, p. 341







24
mar
2009
Um pouco de Clarice Lispector


 

* Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.

* Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.

* Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os    olhos.

*  Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.

*  Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.

*  Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.

*  Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.

 

*  Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.

 

*  Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para

   magoar outros.

 

*  Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.

*  Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

*  Não me deem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

 

*  Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

 

*  Já escondi um amor  com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo

 

Fonte das frases de Clarice : Frases de Clarice Lispector







24
mar
2009
Show de Augusto Cury


    ” Bons professores corrigem os comportamentos agressivos dos alunos. Professores fascinantes resolvem conflitos em sala de aula. Entre corrigir comportamentos e resolver conflitos em sala de aula há uma distância maior do que imagina a nossa nobre educação.” 

  ” Um educador jamais deveria expor o defeito de uma pessoa, por pior que seja, diante dos outros. A exposição pública produz humilhação e traumas complexos  difíceis de serem superados.

“Gostaria que vocês acreditassem que os jovens que mais os decepcionam hoje poderão ser os que mais lhe darão alegria no futuro. Basta investir neles.”

” A confiança é um edifício difícil de ser construído, fácil de ser demolido e muito difícil de ser reconstruído.”

 

     ” Um bom professor educa seus alunos para uma profissão, um professor fascinante os educa para a vida. Professores fascinantes são profissionais revolucionários.”

Livro:  Pais brilhantes Professores fascinantes

              Augusto Cury- Editora Sextante- 2003

 







18
mar
2009
Refletindo com Augusto Cury


Estive aprendendo várias lições de suma importância lendo os livros de  Augusto Cury,  e , transcrevo algumas para vocês. Nós que temos filhos jovens e às vezes não concordamos muito com eles, para não batermos de frente, aprendamos e reflitamos com  Augusto Cury.

” A maturidade de uma pessoa é revelada pela forma inteligente como ela corrige alguém. Podemos ser heróis ou carrascos para os jovens. Jamais coloque limites sem explicações.”

Então, nós que somos seres inteligíveis, vamos corrigí-los, explicando o porque da correção. Porque ele(a) ou ela não podem fazer  isso ou aquilo. Porque proibimos às vezes certos amigos, que não são boas companhias, etc…

” Por favor, jamais puna quando estiver irado. Como disse, não somos gigantes e nos trinta primeiros segundos de raiva, somos capazes de ferir as pessoas que mais amamos.”

Sábio demais esse conselho, na hora da raiva, na hora do sangue quente, somos capazes de ferir e magoar as pessoas que amamos. Então respire fundo, tome uma água gelada e puna quando a raiva passar. Senão você vai se arrepender amargamente.            

” Se um jovem o magoou, fale dos seus sentimentos com ele. Se necessário, chore  com ele. Se seu filho falhou, discuta as causas da sua falha, dê crédito a ele.”

Acho as palavras de Augusto Cury de grande relevância, nós que somos mais experientes, precisamos ouvir, dar crédito e chorar com nossos filhos, procurar entender suas razões, suas crises, seus questionamentos. A nossa maturidade é revelada pela forma inteligente como corrigimos alguém. Pode ser um filho, um amigo, uma pessoa em nosso trabalho, etc…  

” O diálogo é uma ferramenta educacional insubistituível. Deve haver autoridade na relação pai-filho e professor-aluno.”

O diálogo é a ferramenta maior nesse processo de educar, conheço famílias, casamentos e relacionamentos que se desmoronaram por não haver diálogo. É necessário investir no diálogo, conversar, trocar idéias, saber o que o outro pensa e o outro saber o que você pensa. Mais lá na frente ele enfatiza: ” Pais que beijam, elogiam e estimulam seus filhos desde pequenos a pensar não correm o risco de perdê-los e de perder o respeito deles.”

fonte: Pais brilhantes  Professores fascinantes- Augusto Cury

Editora Sextante

 







15
mar
2009
1º Aninho do Compartilhando as Letras


 

Foi exatamente no dia 15 de fevereiro  de 2008, que, pela primeira vez entrou on line o Compartilhando as Letras. Gente, eu sou tão desligada, que hoje, que vi que o Compartilhando, havia feito aniversário. Hihihihihihihihi, eu como sou a Maria Miqueira, estou somente há  1 mes atrasada, só 1 mes, huahuahuahuahua!! Eu jurava que era hoje, mas como preparei o post, vou publicá-lo assim mesmo.  Comecei medrosa, tímida, morrendo de medo de dar furo e  escrever besterol, mas, como eu aprendi com vocês!! Cresci bastante, aprendi a ouvir, analisar, compartilhar, divulgar amigos, pesquisar mais, responder com afinco as questões, visitá-los e me encantar com tanta coisa boa, que só vocês produzem. Eu era meia bobona, sabe?? Tinha medo de comentar bobeiras, tinha medo de não gostarem , tinha medo de ficar prá trás. Mas , conforme o tempo vai passando, você vai aprendendo que, o que importa, não é o ranking lá em cima, ou o seu Blog em evidência, o que importa são vocês, amigos do coração. Vocês que vem aqui todos os dias e me deixam uma palavra de incentivo, uma palavrinha de ânimo e coragem. Vocês são meu alvo maior! Vocês honraram minhas postagens , lendo, comentando, dando sugestões,  se fazendo presente aqui diariamente. OBRIGADA!!!  Cada vez que coloco um post, conto com o carinho de vocês , para virem aqui de bom grado, ler , apreciar e comentar.  Nesse primeiro aniversário, quero dedicar à vocês, amigos queridos, amigos de todos os dias, esse Post, e gostaria que, ao comentarem deixassem de presente alguma poesia que você gosta, ou que gostaria de ver divulgada  aqui nesse Espaço. Publicamos vários autores famosos, divulgamos a sua poesia, o seu poema também, pois acho que as coisas boas precisam ser  divulgadas e conhecidas por outros. Temos muita gente capacitada, que escreve coisas lindas, que tocam lá dentro de nossos corações. Obrigada a você que me cedeu, seu Post, confiou e deixou que publicássemos aqui. Não vou citar nomes, pois poderia esquecer algum, mas à todos que me ajudaram,  se fizeram presentes, comentando ou não.OBRIGADA!!!  A primeira edição do Compartilhando as Letras , foi assim como aparece, todo rosinha, todo Barbie, todo dengoso.

 

****Gente!!!   A Mirna fez essa poesia pra mim,adorei!!! OBRIGADA!!!!

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...