12
jan
2009
Janeiro de Poesia- Pablo Neruda


Nega-me o pão, o ar, 
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.
– Pablo Neruda –

 

 

Morre lentamente 
Quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem não encontra graça em si mesmo

Morre lentamente
Quem destrói seu amor próprio,
Quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente
Quem se transforma em escravo do hábito 
Repetindo todos os dias os mesmos trajeto,
Quem não muda de marca,
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou
Não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente
Quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,

Justamente as que resgatam o brilho dos
Olhos e os corações aos tropeços.

Morre lentamente
Quem não vira a mesa quando está infeliz 
Com o seu trabalho, ou amor,
Quem não arrisca o certo pelo incerto
Para ir atrás de um sonho,
Quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, Fugir dos conselhos sensatos…

Viva hoje !
Arrisque hoje ! 
Faça hoje !
Não se deixe morrer lentamente !

– Pablo Neruda –

 

  A timidez é uma condição alheia ao coração, uma categoria, uma dimensão que desemboca na solidão.
– Pablo Neruda –







11
jan
2009
Onde vamos parar?


 

Sou professora do Município do Rio, mas ao ler essas pérolas do último Exame Nacional do Ensino Médio(ENEM),  eu fico a pensar como poderemos  melhorar isso?? Gente,  são erros berrantes!  O erro salta aos nossos olhos,  logo de cara!!! De ano para ano isso piora, os jovens de hoje não sabem nada!!! Nem o básico. A culpa é do Sistema de Educação, que precisa ser revisto, é da família que não está nem aí para o filho e para sua vida escolar, é dos governantes que só pensam em encher os bolsos de dinheiro,  é do aluno que não se dedica, só se preocupa com internet , jogos e não tem compromisso com nada,  é do professor , que,  por estar desmotivado, cansado e apático, não se preocupa em proporcionar uma aula atraente e de qualidade ( existem exceções). Nossa!  É muita gente culpada, e deu no que deu, jovens que não sabem nem o básico do básico. Precisamos reverter isso!!! Precisamos urgentemente mudar esse quadro!!! Me deu até vontade de chorar.   A Qualidade em Educação exige metas Ambiciosas, essa entrevista precisa ser lida pelo Presidente, Ministro da Educação e pelos governante . A entrevista : Qualidade em Educação  exige Metas Ambiciosas , está na Revista Escola de novembro/2008.

 PÉROLAS  DO ENEM


‘O sero mano tem uma missão…’

 
‘O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas. .’

 

 

‘O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!’

 
‘A situação tende a piorar: o madereiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região.’

 
Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele.’

 
‘O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes’

 
‘É um problema de muita gravidez.’

 
‘Já está muito de difíciu de achar os pandas na Amazônia’

 
‘A natureza brasileira tem 500 anos e já esta quase se acabando’

 
‘O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destroi, pois nos temos que nos zunir para realizarmos parcerias juntos nas causas em comum.’

 
‘Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds  Egipte seria um bom beneficácio para o Brasil’

 
… menos desmatamentos, mais florestas arborizadas. ‘

 
‘Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia.’

 
‘Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado.’


‘Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu , o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro já foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem  bandeira..’


 
‘…. são formados pelas bacias esferográficas. ‘

 
‘Eu concordo em gênero e número igual.’

 
‘Precisa-se começar uma reciclagem mental dos humanos, fazer uma  verdadeira lavagem celebral em relação ao desmatamento, poluição e  depredação de si próprio.’

 
‘O serigueiro tira borracha das árvores, mas não nunca derrubam as  seringas.

 
‘Vamos deixar de sermos egoistas e pensarmos um pouco mais em nos mesmos.’







8
jan
2009
Povos em UNIDADE através da música


Maravilhoso como a arte, particularmente a música, une as pessoas. Nesse vídeo, vemos vários artistas de rua, cantando , tocando , de várias partes do mundo. Ali, naquele momento particular, não tem melhor nem pior. Simplesmente todos estão em um só ideal: Cantar!!!  Mostrar que, mesmo com dificuldades visuais, dificuldades em não se ter um equipamento adequado, um lugar próprio, eles estão em Unidade:  cantando.  Achei muito lindo esse vídeo para compartilhar com vocês. A música dissipa as diferenças, une corações, soma ideais.  Ali, não vemos ninguém querendo cantar melhor, ou se mostrar, mas há UNIDADE. Que maravilha se vivessemos TODOS em UNIÃO .Vejam com paciencia e depois comentem o que acharam. Beijos

” Oh! Quão bom e quão suave é , viverem unidos os irmão” Salmo 133: 1







8
jan
2009
JANEIRO é tempo de POESIA


E esse olhar casual foi a origem de um cataclismo de amor que meio século depois não tinha terminado ainda.

– Gabriel Garcia Marquez in “O Amor no Tempo do Cólera”

    Se tu me amas,
ama-me baixinho.

Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.

Deixa em paz a mim!

Se me queres,
enfim,

…..tem de ser bem devagarinho,
…..amada,

…..que a vida é breve,
…..e o amor
…..mais breve ainda.                               –  Mário Quintana

  Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo.
– Pablo Neruda –

 

Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não

– Vinícius de Moraes –







6
jan
2009
É preciso POETAR


 Ora, há só um modo de escrever a própria essência, é contá-la toda, o bem e o mal.

– Machado de Assis in “Dom Casmurro.

 

img src=”http://tbn0.google.com/images?q=tbn:702ojp5HnTFFtM:http://i146.photobucket.com/albums/r263/egertgalvao/silencio.jpg” width=”150″ height=”113″ />

Os poetas não são azuis nem nada, como pensam alguns supersticiosos, nem sujeitos a ataques súbitos de levitação. O de que eles mais gostam é estar em silêncio – um silêncio que subjaz a quaisquer escapes motorísticos e declamatórios. Um silêncio… Este impoluível silêncio em que escrevo e em que tu me lês.

– Mario Quintana in “A vaca e o hipogrifo”

 

Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser… sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.


– Pablo Neruda

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida … ”
– Pablo Neruda –

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...