10
jun
2009
Show de Grandes Escritores


.

Eu queria ter o tempo e o sossego suficientes
Para não pensar em cousa nenhuma,
Para nem me sentir viver,
Para só saber de mim nos olhos dos outros, reflectido.
.
Alberto Caeiro

.
Então a alma cansada
Dos belos sonhos despida
Chorando a passada vida
Só tem um canto:
.
S
A
U
D
A
D
E
.

Casemiro de Abreu

..Simpatia
Simpatia – é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
.
Numa mágica atração.
Simpatia – são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.
.
São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
.
Ou dois poemas iguais.
Simpatia – meu anjinho,
É o canto do passarinho,
É o doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d’Agôsto,
É o que m’inspira teu rosto…
– Simpatia – é – quase amor!
.
Casemiro de Abreu







8
jun
2009
Faz um Milagre em Mim


Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e
abrir-se-vos-á.
— Mateus 7:7

Deus quer que nós busquemos as bênçãos dele. Não porque ele
quer nos manipular, mas porque ele anseia nos abençoar e para que
saibamos que os dons nas nossas vidas vêm dEle. Então, vamos
buscar Sua presença , Sua graça e Sua bênção . Ele quer entrar na sua casa, mudar tudo que está de pernas para o ar, quer consertar tudo, quer te dar a paz tão sonhada. Basta somente se entregar, abrir o coração pra Ele fazer morada, então você verá que tudo será uma bênção. Pensando nisso escolhi essa música linda de Régis Danese, fala-nos e toca-nos o coração.







6
jun
2009
Uma reflexão de Rubem Alves


Lembrei-me das palavras tristes do Vinicius no seu poema O haver, em que fala da “sua inÚtil poesia”. Sinto assim de vez em quando, que aquilo que escrevo é inútil. Os que têm poder nem leem, e se leem não levam a sério.

Rubem Alves in “O AMOR QUE ACENDE A LUA

Em Defesa das Árvores”

Olhem só, nosso amado, respeitável e talentoso num momento de introspecção e reflexão:

“Os que têm poder nem leem, e se leem não levam a sério.”

Todos nós, temos nosso dia, de estarmos abatidos, pra baixo, refletindo na vida e cheios  de interrogações.  E,  começamos a perguntar para nós mesmos:  Se eu tivesse feito de outro modo??   Se eu não tivesse falado aquilo? Se eu tivesse deixado pra lá? Se eu pudesse retornar no tempo, tudo seria diferente. Somos humanos, falhos, batalhamos todos os dias, às vezes nos bate um desânimo, uma tristeza. É natural da nossa natureza humana.

Li um livro interessante de Rubem Alves:  Ostra feliz não faz pérola.

O  texto era mais ou menos assim : Se na ostra não houver um grão de areia, não existiria a pérola.

Ela pensa “esse grão me arranha, machuca, faz mal. Construirei uma superficie lisa que me propicie conforto e me livre desse incomodo, depois faz a pérola.”

Seres humanos permanentemente felizes não criam. Tem que ter um incomodo, uma coceira que não deixa parar e nos faz queremos transformar areias e pérolas.

Mas, levantemos nosso astral, somos muito importantespara Deus.  Ele nos ama e nos aceita do nosso jeitinho, sabe que somos imperfeitos.  Deus é amor! Esse amor Ele estende até nós e nos dá sua mão.







3
jun
2009
Amigos são pra toda a vida


Os amigos não precisam estar ao lado para justificar a lealdade. Mandar relatórios do que estão fazendo para mostrar preocupação.
Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida inteira. Temos o costume de confundir amizade com onipresença e exigimos que as pessoas estejam sempre por perto, de plantão. Amizade não é dependência, submissão. Não se têm amigos para concordar na íntegra, mas para revisar os rascunhos e duvidar da letra. É independência, é respeito, é pedir uma opinião que não seja igual, uma experiência diferente.
Se o amigo desaparece por semanas, imediatamente se conclui que ele ficou chateado por alguma coisa. Diante de ausências mais longas e severas, cobramos telefonemas e visitas. E já se está falando mal dele por falta de notícias. Logo dele que nunca fez nada de errado!
O que é mais importante: a proximidade física ou afetiva? A proximidade física nem sempre é afetiva. Amigo pode ser um álibi ou cúmplice ou um bajulador ou um oportunista, ambicionando interesses que não o da simples troca e convívio.
Amigo mesmo demora a ser descoberto. É a permanência de seus conselhos e apoio que dirão de sua perenidade.
Amigo mesmo modifica a nossa história, chega a nos combater pela verdade e discernimento, supera condicionamentos e conluios. São capazes de brigar com a gente pelo nosso bem-estar.
Assim como há os amigos imaginários da infância, há os amigos invisíveis na maturidade. Aqueles que não estão perto podem estar dentro. Tenho amigos que nunca mais vi, que nunca mais recebi novidades e os valorizo com o frescor de um encontro recente. Não vou mentir a eles ¿vamos nos ligar?¿ num esbarrão de rua. Muito menos dar desculpas esfarrapadas ao distanciamento.
Eles me ajudaram e não necessitam atualizar o cadastro para que sejam lembrados. Ou passar em casa todo o final de semana e me convidar para ser padrinho de casamento, dos filhos, dos netos, dos bisnetos. Caso encontrá-los, haverá a empatia da primeira vez, a empatia da última vez, a empatia incessante de identificação. Amigos me salvaram da fossa, amigos me salvaram das drogas, amigos me salvaram da inveja, amigos me salvaram da precipitação, amigos me salvaram das brigas, amigos me salvaram de mim.
Os amigos são próprios de fases: da rua, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da faculdade, do futebol, da poesia, do emprego, da dança, dos cursos de inglês, da capoeira, da academia, do blog. Significativos em cada etapa de formação. Não estão em nossa frente diariamente, mas estão em nossa personalidade, determinando, de modo imperceptível, as nossas atitudes.

Fabricio Carpinejar







31
maio
2009
Amigos que fazem a diferença


Todos já perceberam que, adoro promover o trabalho dos amigos. Divulgar Blogs, Sites,  compartilhar as coisas boas com vocês. Creio que dessa forma vamos crescendo e  enriquecendo nossa bagagem. Pensando nesse ângulo, quero falar de pessoas que fazem a diferença, que tocam e falam ao nosso coração. Aos poucos vou divulgando-as, pois são muitas, cada uma com seu jeitinho peculiar .

O primeiro de hoje é meu amigão André L. Soares, um aprendiz de poeta. Só nessa primeira frase, nós notamos que ele é humilde: Um aprendiz de poeta. O cara é um poeta de primeira grandeza , um poeta que escreve coisas que nos tocam profundamente. Dono de alguns blog, todos com matérias e poemas de relevância. Esse amigo, me ajudou, logo no início, quando eu não sabia cadastrar meu blog, não entendia nada de feeds. Ele prontamente me orientou, me linkou e me deu uma segurança, que norteou minha estréia nesse mundo virtual. André, Obrigada!! Visitem o website de nosso poeta e comprovem tudo o que eu já disse aqui.

site: http://poemasdeandreluis.blogspot.com/

FUGINDO NUMA TELA DE VAN GOGH
(André L. Soares)
.
Cansado das vãs teorias,
busco a letargia
dos alienados felizes.
Não quero saber da política,
viro as costas ao feio
e à hipocrisia.
Entrego-me à incoerência;…
só vou ouvir os pássaros
e apreciar as orquídeas!

Chega de tantas mentiras,
da esperança perdida
da pesada leitura.
Fico à margem dos dias,
da falsa engrenagem
das tristes notícias.
Cedo-me à ignorância;…
só vou ouvir os pássaros
e apreciar as orquídeas!

Farto das ideologias,
dos beijos de Judas,
das falas prolixas.
Renego as tramas noturnas,
as turvas matizes
e as falácias da vida.
Rendo-me à intolerância;…
só vou ouvir os pássaros
e apreciar as orquídeas!

A segunda , é minha ajudadora Sarita Oliveira, toda a notícia que eu envio, ela vai lá e indica também, promovendo assim o Compartilhando as Letras. O egoísmo, o primeiro eu, não existe pra Sarita. Adoro isso nela, acho-a despojada, amiga e pronta para contribuir conosco. No perfil dela lemos: Aprecio o belo, o bom, o bem, o inteligente, o criativo, o inusitado, a tecnologia, a informática, a natureza, o inexplicável, o bizarro Sou sociável, interessada, mediadora, curiosa, boa ouvinte. Obrigada Sarita!

Visitem o site da Sarita: Como Funciona


A terceira é amiga Rita Costa, uma poetisa de mão cheia! Amiga, cordial, simples, acolhedora, tenho aprendido muito com ela. Está sempre preocupada conosco, procura sempre saber notícias. Rita é uma poetisa de valor, escreve tocando-nos a alma. No início, me acolheu, sempre com palavras de ânimo e bondade. Vejam essa linda poesia que compartilho aqui com vocês. Comprovem se eu não tenho razão.

Website:http://almadepoesia2007.blogspot.com/


REFÚGIO
(Rita Costa)
.
Ah!
Como é difícil
ficar à margem,
se, entre um verso
e outro,
dou de encontro
com meus sonhos.
.
Ah!
Ao me encontrar…
melhor me entendo
e como é dolorido voltar,
se os antigos esconderijos
eram muito mais bonitos.
.
Ah!
Como é difícil,
após ter ido tão fundo,
ver-me aqui encolhida
nesse poema resumido.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...